Alemanha

Partido de Merkel chama Bolsonaro de fascista e pede fim de parceria estratégica da Alemanha com o Brasil

Em crítica a Bolsonaro, deputados do partido Die Linke disseram que "engajamento político hoje no Brasil pode colocar a vida em risco"

07/04/2019 11h20
Por: Redação
Fonte: Revista Fórum
Bolsonaro e Angela Merkel (Montagem)
Bolsonaro e Angela Merkel (Montagem)

O jornalista Jamil Chade, em seu blog no portal Uol neste sábado (6), informa que o governo de Angela Merkel está sendo cobrado por grupos de esquerda para que retire do Brasil o status de parceiro estratégico que tem com a Alemanha.

 

A informação foi dada ao blog por membros do partido Die Linke, de esquerda. O motivo: as posições controversas do presidente Jair Bolsonaro sobre direitos humanos.

Para os deputados do partido Die Linke, além das declarações em relação a ativistas, foi a ordem de Bolsonaro de comemorar o golpe de 1964 o ponto que exigiu uma ação. Chamando o presidente brasileiro de “fascista”, o partido alertou que o “engajamento político hoje no Brasil pode colocar a vida em risco”.

 

“Pedimos ao governo federal da Alemanha que mande uma mensagem clara e que cumpra suas responsabilidades em termos de direitos humanos, suspendendo, por exemplo, a parceria estratégica com o Brasil”, declararam Katja Kipping e Bernd Riexinger, ambos do partido.

 

Leia a íntegra da reportagem aqui.

6comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias