Terça, 18 de Janeiro de 2022
51993949307
Educação Educação

Educação coloca mais gente nas ruas do que ato de Bolsonaro

Pela manhã, manifestações do 30M lotaram e, no período da tarde, Cinelândia, no Rio de Janeiro, e no Largo da Batata, em São Paulo, preparam grande atos

30/05/2019 17h24 Atualizada há 3 anos
Por: Redação Fonte: Revista Fórum
Teresina, Piauí - Foto: Daniel Pessoa/Mídia Ninja
Teresina, Piauí - Foto: Daniel Pessoa/Mídia Ninja

Em mais uma demonstração de unidade e de descontentamento em relação aos cortes na educação, promovidos pelo governo Bolsonaro, milhares de pessoas tomaram conta das ruas de inúmeras cidades do país, na manhã desta quinta-feira (30), superando em muito os atos favoráveis ao presidente, no domingo (26).

 

Em Salvador, capital da Bahia, 50 mil pessoas aderiram ao ato. No Distrito Federal, segundo estimativas, este número chegou a 10 mil.

Continua depois da publicidade

Os municípios com menor número de habitantes também organizaram manifestações, como Araraquara, São Carlos e Tupã, interior de São Paulo, Luiziânia, em Goiás, Iguatu, no Ceará, entre outras.

 

“Nossa mobilização segue contra os cortes no orçamento da educação e os ataques à autonomia das universidades. A resposta dos estudantes à falta do diálogo do governo e a forma como trata a educação e a pesquisa está nesse grande movimento nas ruas”, declarou Marianna Dias, presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE).

Continua depois da publicidade

No período da tarde, grandes manifestações estão previstas para a Cinelândia, no Rio de Janeiro, e no Largo da Batata, em São Paulo.

No Largo da Batata, tradicional local de concentração para protestos e atos públicos, milhares de pessoas já se preparam para uma grande manifestação em favor da educação e contra os cortes no setor.

Pelo país

Continua depois da publicidade
 

O Norte e o Nordeste também não decepcionaram. Houve atos pela manhã em Teresina, no Piauí, Vitória da Conquista, Serrinha, Feira de Santana, Ilhéus, Nazaré, Planalto, Guanambi e Juazeiro, na Bahia, e em Vitória de Santo Antão, Araripina, Caruaru, Garanhuns, São José do Egito, Flores e Pejeú, em Pernambuco.

 

Os estados de Sergipe, Paraíba, Ceará Alagoas e Rio Grande do Norte também registraram manifestações em várias cidades.

No Norte, Rio Branco, capital do Acre, e Marabá, no Pará, marcaram presença na manifestação pela manhã.

Continua depois da publicidade

No Sul e Sudeste a adesão foi grande. Houve manifestações em Ponta Grossa, no Paraná, Curvelo e Visconde do Rio Branco, em Minas Gerais, Vitória, no Espírito Santo, Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, e inúmeros municípios do interior de São Paulo e Rio de Janeiro.

Com informações da UNE.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barbudinho
Sobre Barbudinho
Luiz Henrique Barbudinho, é ativista digital e político, especialista em marketing e redes sociais, é um dos administradores de uma das maiores redes progressistas do Brasil, com alcance superior a 60 milhões de usuários ao mês. Ficou conhecido nacionalmente e internacionalmente depois de ter invadido uma transmissão ao vivo da Rede Globo com uma placa chamando a emissora de "golpista".
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias