Terça, 18 de Janeiro de 2022
51993949307
Educação Educação

Seis ex-ministros lançam manifesto pela Educação: 'No atual governo, ela é apresentada como ameaça'

Fernando Haddad, Aloizio Mercadante, Renato Janini, José Goldemberg, Murílio Hingel e Cristovam Buarque se reuniram na manhã desta terça-feira (4) no Instituto de Estudos Avançados da USP para apresentar uma carta em defesa das políticas públicas da área

04/06/2019 14h51
Por: Folha Fonte: Revista Forum
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Os ex-ministros da Educação Fernando Haddad, Aloizio Mercadante, Renato Janini, José Goldemberg, Murílio Hingel e Cristovam Buarque se reuniram na manhã desta terça-feira (4) no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP) para apresentar uma carta em defesa das políticas públicas da área, pedindo a garantia de recursos, maior autonomia universitária e igualdade de acesso.

 

O grupo também se coloca contr a “perseguição ideológica” e aos cortes da pasta.

Continua depois da publicidade

“Contingenciamentos ocorrem, mas em áreas como educação e saúde, na magnitude que estão sendo apresentados, podem ter efeitos irreversíveis e até fatais. (…) Cortar recursos da educação básica e do ensino superior, no volume anunciado, deixará feridas que demorarão a ser curadas”, diz o documento.

Para eles, a educação deixou de ser vista como uma promessa. “Vemos que, no atual governo, ela é apresentada como ameaça”.

Continua depois da publicidade

Segundo a nota, é preciso respeitar a profissão docente, “que não pode ser submetida a nenhuma perseguição ideológica”.

 

“Convidar os alunos a filmarem os professores, para puni-los, é uma medida que apenas piora a educação, submetendo-a a uma censura inaceitável”, afirmaram, no documento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias