Sexta, 27 de Novembro de 2020
51993949307
Polícia Drogas

Quem é o militar preso transportando drogas no avião da presidência da República?

A sutileza de dizer que se trata de um avião reserva tem por objetivo esconder que se trata de um avião da presidência. Ou ainda melhor, da frota presidencial.

26/06/2019 10h21 Atualizada há 1 ano
Por: Folha
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Um militar da Aeronáutica brasileira foi detido nesta terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha. Hoje Bolsonaro que está indo ao Japão participar do G20 faria escala no mesmo aeroporto. Na última hora mudou-se a rota. O avião titular da presidência da República fez escala em Lisboa.

Sim, a nova do dia é que agora a presidência da República tem avião titular e reserva. E neste avião reserva o militar que o governo não identificou foi preso por suspeita de transportar drogas.

Continua depois da publicidade

O ministério da Defesa de Bolsonaro diz que os fatos estão sendo apurados e que foi determinada a instauração de Inquérito Policial Militar (IPM). Nada mais. Como se traficar drogas a partir de agora passasse a ser considerado segredo de Estado.

A reportagem do UOL, que solicitou mais detalhes sobre o caso à assessoria de comunicação social do ministério da Defesa, não obteve resposta sequer se o militar estava na Espanha a trabalho. E o que estava fazendo em Sevilha, para onde, vamos repetir isso para ficar bem claro, Bolsonaro voaria hoje.

Continua depois da publicidade

A cobertura midiática para um escândalo dessa proporção tem sido absurdamente tímida. E mais do que tudo, o passa-panismo levou a criação de um avião reserva da presidência da República. Se ele é um avião usado pelo presidente, ele é um avião da frota presidencial. Ponto final. É como jogador reserva. Ele é do time. Não deixa de ser do time por ser reserva.

Se um avião da frota presidencial foi usado para o tráfico de drogas com um militar de alto escalão pilotando-o a sociedade tem que ser informada de todos os detalhes que envolvem essa história. O resto é conversa para boi dormir. Ou para o gado bolsonarista se distrair nas redes sociais.

PS: Após a publicação do texto surgiram as informações, como o blog já suspeitava e o leitor pode perceber pelo texto, que o militar preso fazia parte da comitiva presidencial de Bolsonaro. Leia aqui o que a imprensa espanhola já está divulgando.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias