Glenn Greenwald

Grupo de apoio ao jornalista Glenn Greenwald reúne mais de 200 mil membros

O grupo foi construído por ativistas com intuito de mobilizar os internautas na defesa do jornalista responsável pelas divulgações de diálogos que comprometem a conduta do ex-juiz Sérgio Moro.

Barbudinho

BarbudinhoLuiz Henrique Barbudinho, é ativista digital e político, o maior digital influencer progressista do Brasil, com alcance superior a 60 milhões de usuários ao mês. Ficou conhecido nacionalmente e internacionalmente depois de ter invadido uma transmissão ao vivo da Rede Globo com uma placa chamando a emissora de "golpista".

06/07/2019 20h19Atualizado há 1 semana
Por: Redação

Se você ainda não faz parte do grupo, clique aqui e faça a solicitação de entrada.

Com mais de 170 mil membros, o grupo é hoje o maior responsável pela divulgação de material de apoio ao jornalista Glenn Greenwald e na denúncia das práticas ilícitas contra o ministro da justiça Sérgio Moro.

Hoje mais cedo, o ministro do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas, deu um prazo de 24 horas para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, informe se o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), ligado ao Ministério da Economia, está investigando movimentações financeiras do jornalista do Intercept Brasil Glenn Greenwald. O site tem divulgado troca de mensagens atribuídas a procuradores da Lava Jato e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, então juiz da operação Lava Jato em Curitiba.

O despacho de Dantas foi baseado na representação do subprocurador-Geral do Ministério Público de Contas, Lucas Rocha Furtado, para apurar possíveis irregularidades no Coaf, que estaria verificando, a pedido da Polícia Federal, movimentações atípicas que pudessem estar relacionadas à invasão dos celulares de agentes públicos envolvidos com trabalhos da Lava Jato. “A motivação dessa investigação teria sido, mediante perseguição e abuso de poder, intimidar o jornalista”, diz o documento.

No argumento do Ministério Público de Contas e do ministro do TCU, se confirmada, a investigação do Coaf poderia caracterizar "grave desvio de finalidade" e dispência de recursos públicos. “Por óbvio, isso nada tem a ver com a prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo”, diz Bruno Dantas.

No despacho, o ministro também dá 24 horas para que o presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira Lima, se manifeste.

Faça parte do grupo de apoio ao jornalista Glenn Greenwald. Clique aqui!

5comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Brasília - DF
Atualizado às 05h03
16°
Alguma nebulosidade Máxima: 25° - Mínima: 14°
16°

Sensação

9 km/h

Vento

77%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias