Segunda, 01 de Junho de 2020
51993949307
Entretenimento Zorra

VÍDEO: Zorra tira sarro do nepotismo de Bolsonaro

A edição do programa Zorra deste sábado (27), na Globo, seguiu utilizando a temática política nos esquetes. Caracterizado como o presidente Jair Bolsonaro, o comediante Fernando Caruso debochou sobre as indicações dos Ministérios do Transporte, Fazenda, Agricultura e Ciência e Tecnologia.

28/07/2019 10h39 Atualizada há 10 meses
Por: Redação Fonte: Observatório de Imprensa
Fernando Caruso interpretando o presidente Bolsonaro no programa Zorra (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Fernando Caruso interpretando o presidente Bolsonaro no programa Zorra (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Questionado sobre quem seria apto para comandar a pasta de transporte, o personagem respondeu: “Meu filho! Ele já andou de táxi, já andou de ônibus, já andou de skate, de bicicleta. Ele tem experiência”, referindo-se à polêmica decisão do chefe do executivo federal em indicar Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Já sobre o melhor nome para ocupar a cadeira de ministro da Fazenda, o intérprete prosseguiu: “Meu filho também! Ele conhece animais, foi muito em zoológicos. Sabe diferenciar a zebra do cavalo.”

Ao longo dos 58 segundos do vídeo, intitulado Filhos do Presidente, o Bolsonaro do humorístico defendeu, novamente, que seu herdeiro poderia ser ministro da Agricultura: “Meu filho também! Ele já plantou bananeira. Ele comia os legumes quando criança, está familiarizado com os vegetais todos, conhece as plantas.”

O discurso do personagem só mudou quando a pergunta foi relacionada  ao Ministério da Ciência e Tecnologia. “Meu neto! Ele desbloqueia iPhone, ele entende todos computadores todos. Melhor deixar isso com ele. Para isso aí não confio no meu filho, não. Meu neto é bom!”, concluiu.

Na internet, a cena causou burburinho entre os telespectadores do programa global. “O Zorra Total fazendo crítica ao Bolsonaro, porte de arma, segurança pública, entre outros é top demais. Recomendo”, disse um rapaz. “Porque será que quando chega na parte de crítica política o humor gerado só interessa esquerdista?!”, analisou outra pessoa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias