Argentina

Desastre eleitoral para Macri: mais de 15% de vantagem para Fernández

Neste minuto, no El Pais, a declaração do ministro do Interior argentino, Rogelio Frigerio, responsável pela divulgação dos resultados eleitorais:

12/08/2019 00h50
Por: Redação
Fonte: Tinolaço

Com apuradas 82,81%, das mesas, aumenta a diferença a favor do kirchnerismo: Alberto Fernández: 47,14%. Mauricio Macri: 32,44% Roberto Lavagna; 8,41%.

É muito mais do que previam as pesquisas, inclusive as de boca de urna, e um percentual maior do que os 45% do que seriam necessários para que Fernández e Cristina ganhem no primeiro turno.

Macri reconheceu a derrota.

Que não é derrota, é massacre eleitoral.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias