Diplomacia

Últimos 500 indicados para embaixadas eram diplomatas, mas Bolsonaro insiste em indicar o filho

O presidente Jair Bolsonaro quer indicar o filho Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos

15/08/2019 19h25
Por: Redação
Fonte: Revista Veja

Levantamento feito pela liderança do PDT no Senado revela que as últimas 500 indicações feitas pela Presidência da República para chefiar embaixadas no exterior foram de diplomatas de carreira. E não tem nenhum parente nessa lista.

Assim acontece desde maio de 2006. Essa conta inclui parte das indicações do governo Lula e  todas feitas por Dilma, Temer e pelo próprio Bolsonaro.

Jair Bolsonaro irá indicar o filho Eduardo para embaixada dos Estados Unidos. Esse levantamento será explorado pela oposição durante a sabatina de Eduardo e será levado em conta pelos que ainda estão indecisos.

“Os indicados são tradicionalmente escolhidos entre os diplomatas de carreira, com formação sólida e ampla experiência internacional, entre ministros e conselheiros do Itamaraty. Este caso, no mínimo, representa um desprestígio à carreira”, disse Weverton Rocha, líder do PDT no Senado.

A senadora Katia Abreu, ex-vice de Ciro Gomes e desafeta do governo,  é a representante de seu partido na Comissão de Relações Exteriores, que irá inquirir o 03.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Brasília - DF
Atualizado às 11h14
26°
Alguma nebulosidade Máxima: 31° - Mínima: 16°
26°

Sensação

17 km/h

Vento

37%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias