Glenn

Para Glenn, proteção a Guedes expõe caráter partidário e corrupto da Lava Jato

'Pode-se debater quais intenções impulsionaram Moro e Lava Jato no início. Há muitas evidências de que eles foram corrompidos até então', tuitou o editor do The Intercept

20/08/2019 13h41Atualizado há 4 semanas
Por: Folha
Fonte: Revista Forum
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil, em mensagem via Twitter, disse que a Lava Jato, ao esconder repasse do ministro da Economia, Paulo Guedes, à empresa de fachada, deixou claro a partidarização e o desvio de conduta da operação.

“Pode-se debater quais intenções impulsionaram Moro e Lava Jato no início (2014/5). Há muitas evidências de que eles foram corrompidos até então. Mas agora está além do debate razoável que, ao longo dos últimos anos, eles foram primariamente uma operação politizada e corrompida”, postou Glenn.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Em 2007, Guedes realizou um repasse de R$ 560,8 mil a um escritório de fachada, suspeito de lavar dinheiro em esquema de distribuição de propina a agentes públicos do Paraná.

Proteção

Contudo, na denúncia que fez sobre o caso, em 2018, a Lava Jato não incluiu o nome de Guedes ou outros representantes de sua empresa. O caso ganhou apenas uma citação em nota de rodapé na peça de 138 páginas encaminhada à Justiça.

O repasse de R$ 560,8 mil foi feito em nome da GPG Consultoria, da qual Guedes foi sócio-administrador entre novembro de 2005 e outubro de 2018, à Power Marketing Assessoria e Planejamento, operada por um assessor do ex-governador Beto Richa (PSDB-PR).

Glenn pede mais mobilização nas redes, grupo de apoio no Facebook já ultrapassa 250 mil membros.

FAÇA PARTE DO GRUPO CLICANDO AQUI.

O grupo foi idealizado por Viviane Righetti e construído por ativistas com intuito de mobilizar os internautas na defesa do jornalista responsável pelas divulgações de diálogos que comprometem a conduta do ex-juiz Sérgio Moro.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias