Alexandre Frota

Frota faz crítica a postura de Bolsonaro que dificulta relacionamento com outros países

Frota cobrou postura de Bolsonaro que levou Alemanha e Noruega a interromperem quase 300 milhões em repasse ao fundo da Amazônia para o combate ao desmatamento.

Barbudinho

BarbudinhoLuiz Henrique Barbudinho, é ativista digital e político, especialista em marketing e redes sociais, é um dos administradores de uma das maiores redes progressistas do Brasil, com alcance superior a 60 milhões de usuários ao mês. Ficou conhecido nacionalmente e internacionalmente depois de ter invadido uma transmissão ao vivo da Rede Globo com uma placa chamando a emissora de "golpista".

20/08/2019 17h18
Por: Redação
Alexandre Frota - Foto: Reprodução/YouTube
Alexandre Frota - Foto: Reprodução/YouTube

Assista ao vídeo:

A Noruega e a Alemanha bloquearam suas contribuições para o combate ao desmatamento da Amazônia, somando as verbas dos dois países, eram quase 300 milhões de reais destinada ao Fundo Amazônia. A decisão acontece um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro afirmar a jornalistas que a chanceler alemã, Angela Merkel, deveria usar o dinheiro bloqueado pelos alemães para reflorestar o próprio país.

A Alemanha foi a primeira a suspender as contribuições ao Fundo Amazônia. Em 10 de agosto, os alemães anunciaram o congelamento de 155 milhões de reais para proteção ambiental no Brasil. "Apoiamos a região amazônica para que haja muito menos desmatamento. Se o presidente não quer isso no momento, então precisamos conversar. Eu não posso simplesmente ficar dando dinheiro enquanto continuam desmatando", afirmou na ocasião a ministra alemã do Meio Ambiente, Svenja Schulze, à Deutsche Welle.

Em entrevista publicada no jornal norueguês Dagens Naeringsliv, o ministro do Clima e do Meio Ambiente norueguês, Ola Elvestuen, afirmou que o Brasil quebrou o acordo firmado com a Noruega e Alemanha. Os dois países respondem por quase todo o dinheiro do fundo que é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sendo a Noruega o principal doador desde a criação do pacto com o Brasil, em 2008.

"O Brasil quebrou o acordo com a Noruega e a Alemanha desde que suspendeu a diretoria e o comitê técnico do Fundo para a Amazônia", afirmou o ministro norueguês. "Eles não poderiam ter feito isso sem que a Noruega e a Alemanha concordassem", prosseguiu."O que o Brasil fez mostra que eles não querem mais parar o desmatamento."

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias