Sexta, 14 de Agosto de 2020
51993949307
Educação Bolsonaro

Bolsonaro determina censura ao ensino sobre gênero no ensino fundamental

Eleito com fake news como a mamadeira de piroca e o kit gay - criadas sob a farsa da chamada 'ideologia de gênero' -, Bolsonaro determinou um projeto de lei para proibir o assunto em salas de aula

03/09/2019 11h02 Atualizada há 11 meses
Por: Folha Fonte: Revista Forum
Reprodução/Rede Globo
Reprodução/Rede Globo

Eleito com fake news como a mamadeira de piroca e o kit gay, Jair Bolsonaro (PSL) anunciou pelo Twitter nesta terça-feira (3) que determinou ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, a censura a qualquer discussão sobre gênero nas escolas públicas de ensino fundamental.

“O AGU se manifesta sobre quem compete legislar sobre IDEOLOGIA DE GÊNERO, sendo competência FEDERAL. Determinei ao @MEC_Comunicacao, visando princípio da proteção integral da CRIANÇA, previsto na Constituição, preparar PL que proíba ideologia de gênero no ensino fundamental”, tuitou Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

Bandeira eleitoral

Continua depois da publicidade

Uma das bandeiras de sua campanha, a chamada “ideologia de gênero” – um modo distorcido de interpretar a chamada identidade de gênero, ideia de que os seres humanos nascem iguais e que formam sua identidade a partir da interação social – tem sido combatida amplamente por Bolsonaro em seu governo.

No mês passado, durante a Marcha para Jesus, em Brasília, disse que a ideologia de gênero é coisa do “capeta” e reafirmou ser contra o que ele chamou de multifamílias”.

“Vocês têm pela primeira vez na história do Brasil um presidente que está honrando o que prometeu na campanha, que acredita da família e que vai respeitar a inocência das crianças nas salas de aulas. Não existe conversinha de ideologia de gênero. Isso é coisa do capeta. Tenho certeza que o governador Ibaneis não vai admitir isso no DF”, disse, ao lado do chefe do Executivo distrital.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias