Carlos Bolsonaro

Carlos Bolsonaro pede licença sem remuneração da Câmara de Vereadores

Um dia após publicar em sua conta no Twitter que o Brasil não terá transformação rápida por 'vias democráticas', o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) solicitou licença não remunerada de seu mandato na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro na última sexta-feira (6).

10/09/2019 12h07Atualizado há 1 semana
Por: Folha
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Um dia após publicar em sua conta no Twitter que o Brasil não terá transformação rápida por "vias democráticas", o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) solicitou licença não remunerada de seu mandato na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro na última sexta-feira (6).

Carlos Bolsonaro pede licença da Câmara de Vereadores - Reprodução/Diário Oficial

Carlos Bolsonaro pede licença da Câmara de Vereadores Imagem: Reprodução/Diário Oficial O parlamentar encaminhou o ofício ao presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe, que despachou o documento na noite de ontem. O ofício foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial do município.

O filho do presidente Jair Bolsonaro não explicou o motivo do pedido, e usou um artigo do Regimento Interno da Câmara que aborda sobre afastamentos "para tratar de assuntos particulares". O período máximo de licença sem remuneração não poderá ultrapassar 120 dias por sessão legislativa.

Na noite de ontem, o vereador chamou atenção ao escrever que o Brasil não terá transformação rápida por "vias democráticas".

"O governo Bolsonaro vem desfazendo absurdos que nos meteram no limbo e tenta nos recolocar nos eixos. O enredo contado por grupelhos e os motivos cada vez mais claro$ lamentavelmente são rapidamente absorvidos por inocentes. Os avanços ignorados e os malfeitores esquecidos", escreveu. "Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos... e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes", acrescentou.

 Carlos também se disse tranquilo e elogiou seu pai. "Como meu pai, também estou muito tranquilo e o poder jamais me seduziu. Boa sorte sempre a todos nós." Após receber críticas pela postagem, o vereador ainda respondeu: "Agora virei ditador? Pqp! Boa noite a todos!".

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias