Incêndio

Autoridades se calam sobre de incêndio em hospital do Rio de Janeiro

O prefeito Crivella, o governador Witzel e o presidente Bolsonaro foram às redes sociais, mas não falaram nada sobre a tragédia.

13/09/2019 13h40
Por: Folha
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Enquanto dezenas de profissionais da saúde e dos corpo de bombeiros trabalham no resgate e atendimento dos pacientes do Hospital Badim, que pegou fogo na noite desta quarta-feira (12), o prefeito do Rio, Marcelo Crivella usou as redes sociais para falar sobre beijo gay e autonomia de táxis. Nenhum linha foi dedicada pelo chefe da administração municipal aos pacientes e familiares da vítima que morreu no incêndio.

O presidente Jair Bolsonaro , internado no hospital Vila Nova Star devido a uma cirurgia, também não escreveu sobre o acidente que deixou pelo menos um morto, de acordo com informações do corpo de bombeiros. As atenções do chefe do Planalto se voltaram para criticar a “grande imprensa”.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, também se silenciou sobre o episódio.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias