Sábado, 24 de Outubro de 2020
51993949307
Educação Weintraub

VÍDEO - Ministro da Educação faz vídeo constrangedor com deputado do PSL-PR

Ao lado do parlamentar Filipe Barros (PSL-PR), Weintraub criticou os estados que não quiseram aderir ao projeto de implantação de escolas militares, idealizado pelo governo de Jair Bolsonaro; internautas reagem

02/10/2019 16h31 Atualizada há 1 ano
Por: Folha
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Acostumado a protagonizar vexames, principalmente em suas redes sociais, Abraham Weintraub, ministro da Educação, divulgou no Twitter mais um vídeo constrangedor, parecendo estar em um programa humorístico.

Ao lado do deputado federal Filipe Barros (PSL-PR), ele criticou os estados que não quiseram aderir ao projeto de implantação de escolas militares, idealizado pelo governo de Jair Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

A reação dos internautas foi rápida, dizendo que o Ministério da Educação (MEC) virou a Praça é Nossa, em referência ao antigo programa humorístico, exibido no SBT.

São Paulo, Rio de Janeiro e oito estados do Nordeste rejeitaram o modelo de escola militar do MEC.  Ao todo, 15 estados e o Distrito Federal decidiram aderir.

Continua depois da publicidade

Confira alguns comentários de internautas:

“Viram que A Praça é Nossa passou a ser gravada em Brasília?”, postou a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL).

“A praça é nossa do SBT já é sem graça, essa versão aí ficou deprimente”.

Continua depois da publicidade

“Caraca, só tem tiozão bêbado do pavê nesse governo”.

“Escola CIRCO militar!”.

Veja também:  Professor de história dá aula do que foram as capitanias hereditárias para General Mourão

Continua depois da publicidade

“Minha cara arde de tanta vergonha. Merecemos passar por isso???”.

“Seria cômico… se não fosse vergonhoso”.

“Que porra é essa, quando vão tirar esse palhaço da educação”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias