PT

PT aciona PGR por suposto acesso de Moro a dados sigilosos sobre Bolsonaro

Deputados Paulo Pimenta e Paulo Teixeira pedem que PGR apure se Moro teve acesso a dados sigilosos que envolvem Bolsonaro em um esquema de caixa dois

07/10/2019 18h47
Por: Redação
Fonte: Site do PT

Sergio Moro encerrou sua carreira como juiz de maneira deprimente, atolado numa série de escândalos e flertando permanentemente com o banco dos réus. Alçado ao posto de ministro da Justiça, o ex-paladino da ética e da moral agora parece não se constranger com as violações que comete como na tentativa bizarra de defender Jair Bolsonaro das suspeitas de caixa 2 durante a campanha.

Mais do que proteger o candidato que ajudou a eleger em troca de um cargo no governo federal, Moro cometeu um “deslize” na defesa que fez de Bolsonaro nas redes sociais neste domingo (6) dando a entender que MPF e PF não possuem provas de caixa dois contra seu chefe Bolsonaro. Mas como ele tem tanta certeza, uma vez que as investigações correm sob sigilo e não poderiam ser acessadas por um ministro?

Frente a isso, a bancada do PT na Câmara reagiu imediatamente e, por iniciativa dos deputados federais Paulo Pimenta e Paulo Teixeira, enviará representação contra o ex-juiz à Procuradoria-Geral da República para que se apure possível crime de quebra ilegal de sigilo e uso de informações privilegiadas.

“Na hora que ele se precipitou na defesa do Bolsonaro ocorreram duas coisas preocupantes e graves: como juiz ele sempre condenou antes de apurar. Agora ele demonstra uma fragilidade ao ponto de ter que defender Bolsonaro. Uma outra questão é do ponto de vista legal: ele não pode ter acesso ao processo que está sob sigilo de Justiça. Nós vamos representá-lo por eventual crime de responsabilidade”, explica Teixeira.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias