Tabata Amaral

Tabata Amaral protocola pedido de saída do PDT na justiça

A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) protocolou nesta quarta-feira (16) uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para sair do partido sem perder o mandato. “Para mim, não há mais espaço no PDT”, afirma.

16/10/2019 16h53Atualizado há 4 semanas
Por: Folha
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Segundo a parlamentar, outros seis deputados também entrarão com o processo. São eles: Flávio Nogueira, Marlon Santos e Gil Cutrin, também do PDT, e Rodrigo Coelho, Jefferson Campos e Felipe Rigoni, do PSB. “As ações são individuais, mas a gente tomou essa decisão”, explica.

Tabata reclamou do fato de o partido não ter tomado uma decisão concreta sobre sua expulsão. “No meu caso, o PDT, quando decidiu me suspender depois da votação da reforma da Previdência, disse que teria dois meses para me julgar. Isso faz três meses. O PDT deixou de ser meu partido”, justifica.

A parlamentar também contou que propostas de sua autoria para o partido foram abandonadas, como a construção de um Código de Ética para o PDT. “Eu não atuo mais como vice-líder, os projetos que eu tinha em São Paulo foram cancelados.”

Tabata disse ainda não saber para qual partido vai. “Não sentei para falar com nenhum partido e tinha esperança de resolver essa situação, mas duas coisas são importantes: quero um partido que entenda minha visão de mundo e que me dê liberdade para fazer o que eu fazia dentro do PDT”, conta.

“Quero fazer uma conversa com todos os partidos para entender onde posso construir essa boa política”, afirma.

A deputada disse que se define como de “centro-esquerda”. “A gente quer ajudar a construir as pautas estruturais do país, como as reformas, mas a gente entende que as pautas sociais são importantes”, diz. Em seguida, Tabata afirma que “não é possível que não exista um partido menos extremista”.

Em outro momento do programa, a parlamentar comenta que, no dia da votação da reforma da Previdência, ligou para Ciro Gomes para falar sobre seu voto favorável às mudanças.

“Ele sabia do meu voto. Em nenhum momento fiz algo diferente do que falei que faria. Tem entrevista, tem vídeo, tem artigo em que eu dizia que vamos votar a reforma e que não concordava com alguns pontos — e eles mudaram”, afirma. “O PDT acompanhou todo esse processo.”

Quando perguntada sobre o caso em que teria pagado R$ 23 mil ao então namorado por 50 dias de trabalho, Amaral disse que a notícia não passa de uma “série de mentiras”. “Não paguei um salário, o que ele prestou foi um serviço”, explica.

O que diz Lupi

Lupi não se mostrou surpreso com a atitude e desmente que ela tenha sofrido discriminação da direção pedetista.

"Quando acontece uma suspensão, toda a representação partidária fica suspensa. É o que acontece com ela e os outros sete. Para isso existe a punição prevista em estatuto e em lei. Se não for assim, para que serviria a punição?" Ele diz que a deputada sabia da convocação para a apresentação do relatório da Comissão de Ética e por isso quis se antecipar.

O dirigente do PDT afirma que a origem dos problemas é o fato de a deputada não ter lido o estatuto do partido, onde consta que a defesa do trabalhador é um princípio básico da agremiação.

"Nunca poderíamos votar em uma reforma da Previdência que penaliza somente os trabalhadores que ganham até três salários mínimos", afirma. Para Lupi, ela quer se passar por vítima, mas mostra o mesmo apego ao mandato que é a marca dos chamados políticos tradicionais.

Irmã Dulce “empreendedora”

No último domingo (13), a parlamentar publicou em seu perfil no Twitter que sentia orgulho da Irmã Dulce, canonizada como Santa Dulce dos Pobres. Em um trecho da publicação, Tabata define a santa como “empreendedora”.

O comentário gerou revolta nas redes sociais e o nome da deputada foi um dos assuntos mais comentados no fim de semana. “Dulce era baiana e, com seu empreendedorismo e fé, deu atendimento de saúde a milhares de brasileiros”, tuitou.

Nesta segunda-feira (14), a parlamentar voltou ao Twitter para se explicar. “Considero que ela teve um espírito empreendedor, mão na massa, o que aumenta minha admiração pelo trabalho caridoso que ela desenvolveu com tanto amor e dedicação. Pra mim só mostra o quão incrível e visionária ela era em sua bondade”, escreveu.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias