Jair Bolsonaro

Bolsonaro transfere setor de cultura para pasta do Turismo, comandada por ministro investigado pela PF

O nome mais cotado para assumir o cargo é o do ex-deputado federal Marcos Soares, filho do pastor R. R. Soares.

07/11/2019 10h29Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Foto Reprodução
Foto Reprodução

 Jair Bolsonaro transferiu a Secretaria Especial de Cultura e outros órgãos ligados ao Ministério da Cidadania para a pasta do Turismo, comandada por Marcelo Álvaro e que é investigado pela suspeita de encabeçar um esquema de candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais nas últimas eleições.

Com a mudança, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7), além da Secretaria de Cultura, também trocaram de pasta o a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura, o Conselho Nacional de Política Cultural, a Comissão do Fundo Nacional de Cultura, além de outras seis secretarias. Segundo reportagem do jornal O Globo,

A Secretaria de Cultura, que já havia perdido o status de ministério no início do governo Bolsonaro, vem sendo alvo de uma guerra interna pelo controle de suas ações que resultou na demissão do secretário Ricardo Braga, nesta quarta-feira (6). O nome mais cotado para assumir o cargo é o do ex-deputado federal Marcos Soares, filho do pastor R. R. Soares.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias