Rosangela Moro

Rosangela Moro critica decisão do STF: “Não há outro caminho a não ser mudar a Constituição”

"Como parte de quem viveu os impactos da Lava Jato por cinco anos, no dia a dia da família achincalhada e sob escolta: sinto um sentimento de descrença", afirmou em sua conta no Instagram

08/11/2019 15h27
Por: Redação
Fonte: Revista Fórum
Rosangela e Sergio Moro (Reprodução )
Rosangela e Sergio Moro (Reprodução )

A advogada Rosangela Wolf Moro, esposa do ministro da Justiça, Sergio Moro, criticou nesta sexta-feira (8) nas redes sociais a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a prisão após decisão em segunda instância e abriu a possibilidade de libertação do ex-presidente Lula.

Como parte de quem viveu os impactos da Lava Jato por cinco anos, no dia a dia da família achincalhada e sob escolta: sinto um sentimento de descrença”, declara Rosangela, diante do posicionamento dos “meus vários Eu(s)”.

Rosangela defendeu que se a posição atual segue a atual Constituição, que seja muda a carta magna brasileira.

Se a interpretação que prevaleceu foi a de que a atual Constituição exige o trânsito em julgado, não há outro caminho a não ser mudar a Constituição, dentro dos procedimentos que ela mesma prevê”, afirmou, ressaltando que trata-se de suas considerações “sem qualquer indício de recado a quem quer que seja e sem vincular minha opinião à do Ministro e vice versa”.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sobre a decisão do STF. Meus vários Eu(s)... Como cidadã de um Estado Democrático de Direito : devemos respeito às decisões da Corte. Como operadora do Direito: discordo da tese vencedora, penso ser retrocesso. Como parte de quem viveu os impactos da Lava Jato por cinco anos, no dia a dia da família achincalhada e sob escolta: sinto um sentimento de descrença. Como brasileira: entendo perfeitamente quem irá para as Ruas porque a manifestação popular tem envergadura Constitucional. Que seja pacífica, que seja voltada para o Congresso Nacional a quem cabe ouvir a voz dos cidadãos. Se a interpretação que prevaleceu foi a de que a atual Constituição exige o trânsito em julgado, não há outro caminho a não ser mudar a Constituição, dentro dos procedimentos que ela mesma prevê. Como palpiteira: quem se elegeu com mera narrativa sobre apoio à Lava Jato, vai ter que mostrar a face, porque o STF jogou a discussão no colo do Congresso. ???????????????????????? Em tempo: minhas considerações!!! sem qualquer indício de recado a quem quer que seja e sem vincular minha opinião à do Ministro e vice versa.

Uma publicação compartilhada por Rosangela Wolff Moro (@rosangelawmoro) em

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias