Quarta, 25 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Bolsonaro e Moro

Moro vira escudo e publica tuíte após Bolsonaro atacar Lula pressionando o Congresso a mudar Constituição

Em dobradinha nas redes sociais, Bolsonaro usa Moro para pressionar Congresso a pautar PEC que anula a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de derrubar a prisão após condenação em segunda instância, que permitiu a libertação de Lula

09/11/2019 12h05 Atualizada há 1 ano
Por: Redação Fonte: Revista Fórum
Moro e Bolsonaro na formatura de policiais federais (Foto: Isaac Amorim/MJSP)
Moro e Bolsonaro na formatura de policiais federais (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

Menos de meia hora depois do chefe, Jair Bolsonaro, usar seu nome como escudo para atacar Lula em duas publicações nas redes sociais, Sergio Moro, ex-juiz responsável pela prisão do ex-presidente e atual ministro de Justiça, foi ao Twitter lamentar as derrotas que tem na sua carreira.

Na publicação, Moro compartilha vídeo de um discurso feito no mesmo evento, de formatura de policiais federais, que foi publicado por Bolsonaro e diz que “lutar pela Justiça e pela segurança pública não é tarefa fácil”.

Continua depois da publicidade

“Previsíveis vitórias e revezes. Preferimos a primeira e lamentamos a segunda, mas nunca desistiremos”, tuitou. 

Moro ainda aproveita para voltar a pressionar o Congresso para mudar a Constituição, anulando a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de derrubar a prisão após condenação em segunda instância, que permitiu a libertação de Lula.

Continua depois da publicidade

“A decisão do STF deve ser respeitada, mas pode ser alterada, como o próprio Min.Toffoli, reconheceu, pelo Congresso (SIC)”, afirma.

 Bolsonaro

Continua depois da publicidade

Nas duas publicações que fez na rede em 3 minutos, Bolsonaro repetiu a mesma frase em publicações no Twitter, chamando o petista de “canalha”.

Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, tuitou às 8h34, ao compartilhar vídeo de discurso na formatura de policiais federais, em que atribui a Sergio Moro, presente no evento, sua eleição.

 

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias