Zambelli e Joice

Zambelli posta vídeo de Joice se contradizendo e diz: ‘Trairagem precisa ser combatida’

A deputada Alê Silva, do PSL de Minas Gerais, havia prestado depoimento à PF alegando ter sido ameaçada de morte. À PGR, a parlamentar alegou “medo” e “angústia”

25/11/2019 15h53Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Fonte: Diário do Centro do Mundo
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais notificou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, no processo em que é acusado de ameaça de morte pela deputada Alê Silva, do PSL de Minas Gerais. 

Em abril, durante depoimento à Polícia Federal, a parlamentar acusou o titular da pasta de ameaçá-la de morte. Em julho, ela depôs à Procuradoria-Geral da República, alegando “medo” e “angústia”. A PGR encaminhou a denúncia ao Ministério Público mineiro em setembro.

No depoimento à PF, ela também acusou o ministro de envolvimento em candidaturas laranjas. Ele já foi denunciado pelo Ministério Público (MP-MG). "Confirmei a forma como eu cheguei até o esquema, e da minha convicção de que ele tenha sido orquestrado pelo ministro", declarou Alê, ao sair da PF.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias