Ministro Salles

Salles atende pedidos de infratores e suspende fiscalização em reserva ambiental

Desmatamento na unidade de conservação no Acre teve um salto de 203% neste ano

04/12/2019 19h19
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

Depois de se reunir com cinco infratores ambientais em Brasília, em 6 de novembro, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, cumpriu com o prometido e suspendeu, nesta quarta-feira (4), a fiscalização dentro da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, no Acre.

Somente neste ano, a Resex já perdeu 74,5 km2 de floresta, segundo o sistema Prodes do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), um aumento de 203% em relação ao ano passado. A área perdida é a maior da série histórica, iniciada em 2008.

Estava na reunião o grileiro Rodrigo Oliveira Santos, autor de uma ameaça de morte contra um servidor do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). Ele foi sentenciado em primeira instância pela Justiça Federal e preso em flagrante por desmatamento, além de indiciado pela ameaça de morte.

Além dele, também marcaram presença um ex-procurador-geral de Justiça do Acre acusado de abrir uma estrada ilegal dentro da Resex, um condenado por desmatamento e uma fazendeira com um haras em uma unidade de conservação criada para atender a seringueiros.

Com informações da Folha de S.Paulo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias