Rachadinha

Ex-assessor diz ter documentos para provar 'rachadinha' em gabinete de bolsonarista que promove fake news

Nas redes sociais, o deputado Gil Diniz - o 'Carteiro reaça' , que é acusado de manter uma rede de fake news em seu gabinete -, disse que o ex-assessor 'terá que mentir muito pra sustentar a versão'

09/01/2020 09h41
Por: Folha
Fonte: Revista Forum
Arquivo Web
Arquivo Web

Ex-assessor do deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP), que é conhecido como “carteiro reaça”, Alessandro Junqueira diz que entregará ao Ministério Pública de São Paulo (MP-SP) documentos que comprovam a prática de “rachadinha” – quando funcionários devolvem parte dos salários – no gabinete do deputado bolsonarista na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Gil Diniz foi acusado por Alexandre Frota na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) de manter em seu gabiente uma estrutura com funcionários pagos pelo estado para propagar fake news nas redes sociais.

Diniz foi o único deputado a se opor a projeto que prevê multa a quem compartilha notícia sabidamente falsa. Ele ainda responde a processo no Conselho de Ética da Alesp acusado de fomentar ataques virtuais com o deputado Sargento Neri (Avante).

Nas redes sociais, Gil Diniz disse que o ex-assessor “terá que mentir muito pra sustentar a versão”.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias