Quarta, 27 de Maio de 2020
51993949307
Opinião Artigo

FALSO MORALISTA: Brasil elege um presidente que a prática não condiz com o discurso

Bolsonaro durante a campanha eleitoral prometeu ser intolerante à corrupção, mas indica ministros investigados, por Luiz Henrique Barbudinho.

07/12/2018 13h39
Por: Redação Fonte: Portal Folha Impacto
Foto: Robson Vilalba/Thapcom
Foto: Robson Vilalba/Thapcom

Quem nunca ouviu um ‘bolsominion’ esbravejar que Bolsonaro iria combater a corrupção? 

Tenho uma tese de que é completa perda de tempo discutir com apoiadores cegos de Jair Bolsonaro. Este homem, eleito presidente, consegue levantar uma nação de pessoas com pouco entendimento sobre política, mas que compactuam com os desejos mais obscuros e intolerantes proferidos por ele. 

Com o anúncio de que Bolsonaro não abriria mão de nenhum dos  salários, que somados, levam o futuro presidente a embolsar mais de 60 mil reais de dinheiro público, a grande massa apoiadora do ‘mito’ (sim, mito, que no dicionário significa um personagem, fato ou algo que não é real, e Bolsonaro reúne todas estas características, ele é um personagem que surgiu com a onda de ódio e intolerância que tomou conta do nosso país e passou a discursar ao senso comum, conquistando multidões com seus cacoetes verbais, frases prontas, fáceis de serem ditas, mas difíceis de serem executadas, no entanto era exatamente o que o povo queria ouvir, daí surgiu o mito Bolsonaro) consegue encontrar argumentos para defendê-lo, alguns um tanto absurdos como: “ele merece ganhar muito mais só pelo fato de não ser comunista”, ou então “ele merece, pelo menos não vai roubar”, e também existe aqueles com fixação pelo ex-presidente Lula “o Lula roubou tanto e ganhava muito mais, por que ninguém fala dele?”. 

É incrível, não? Esse pessoal acredita mesmo no que escreve? Quanto a isso eu tenho minhas dúvidas.

Outro fato que chama a atenção é em relação à indicação dos ministros investigados, que respondem a processos de corrupção. Um presidente eleito com o discurso de combate a corrupção não pode de maneira alguma tolerar corrupção no seu governo, vocês não concordam comigo? Pois bem, indicar alguém que responde a algum processo é no mínimo imoral. “Ah, mas eles são investigados, ainda não foram julgados”, e o Onyx Lorenzoni, réu confesso? “Ah, mas ele pediu desculpas e foi perdoado pelo juiz Sérgio Moro”. Meu Deus! Até que ponto chega a ignorância?

Estou convencido que não há limites para os seguidores fieis de Bolsonaro, ou ‘bolsominions’, defender seu líder intelectual. Mesmo que o Messias esteja errado, encontrarão justificativas absurdas para proteger o ‘mito’.

“Nem tudo é para sempre”, ditado bastante conhecido e também cabe muito bem para eu concluir o meu texto. Eu acredito muito que essa gente vai cair na real quando começarem a sentir no bolso o reflexo das ações do futuro governo. Como eu disse antes, a grande maioria do eleitorado do Bolsonaro entende pouco sobre política e eu aposto uns 30 milhões de ‘taokeis’ (que eu não tenho) que sequer leram uma linha do plano de governo do PSL. 

Para concluir, fiquem calmos, tudo é passageiro. É talvez a ignorância não seja. Nesse caso, ignore-a. Eu faço isso e dá certo. Dou uma risada e penso “vão se arrepender de ter elegido esse monstro e eu vou estar aqui para lembrar”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias