Reforma

Carla Zambelli pode ser investigada por compra de votos para reforma da Previdência

'Todos os deputados que votaram a favor da Reforma da Previdência tiveram alguma verba', disse Carla Zambelli em áudio para Marcos Palermo, Secretário de Saúde de São Carlos, no interior paulista

23/01/2020 09h34
Por: Folha
1.213
Arquivo Web
Arquivo Web

PC do B, PSOL e PT entraram com uma ação na Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo a abertura de uma investigação sobre o áudio vazado em que a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) revela o esquema de compra de votos para aprovação da reforma da Previdência no Congresso.

“Todos os deputados que votaram a favor da Reforma da Previdência tiveram alguma verba, que poderiam tirar de alguns ministérios para mandar para alguma cidade”, diz a deputada bolsonarista em áudio para Marcos Palermo, Secretário de Saúde de São Carlos, no interior paulista.

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na edição desta quinta-feira (23) da Folha de S.Paulo, Zambelli diz que o áudio foi mal interpretado e que os partidos estão fazendo “litigância de má-fé”.

“Uma vez aprovada a pauta governamental, o saldo positivo permitiu que fossem feitas novas reivindicações por todos os parlamentares, municípios e convênios”, diz a deputada, escondendo o fato de que a votação foi acompanhada por Joice Hasselmann (PSL-SP), que anotou em uma planilha todos os que votaram a favor da reforma.

Joice fez o monitoramento dos votos, anotando os nomes de de deputados que prometeram votar favoravelmente à reforma da Previdência, mas que traíram o acordo.

À época, o governo prometeu uma verba suplementar de R$ 20 milhões para cada parlamentar – além dos R$ 15,4 milhões que cada um deles têm direito em emendas individuais.

Caso o parlamentar votasse contra a reforma, além de cortar os extras de R$ 20 milhões, o governo colocaria no fim da fila as emendas normais.

Promessas

Em reportagem no dia 11 de janeiro, a Fórum revela que em áudio vazado Palermo cobrou da deputada uma promessa de envio de R$ 500 mil para a saúde na cidade. “Até agora a Carla (Zambelli) não mandou o dinheiro, tá?”, diz o secretario para um dos assessores da parlamentar.

Palermo afirma ainda que a deputada, até agora, “enrolou”. “Nós entramos em contato com a assessoria, pedimos. Eu não sou político, não tenho que passar por isso, certo? Fez foto comigo, fez matéria comigo, me tirou da minha casa em um sábado, fui lá, fui na Santa Casa. Ela prometeu pra mim pra Santa Casa e até agora nada”.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL) esteve em visita a São Carlos, em junho de 2019. Na ocasião, de acordo com matéria do São Carlos Agora, que inclui entrevista da deputada, acompanhada pelo próprio Marcos Palermo, ela prometeu destinar os R$ 500 mil para a Saúde da cidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio