Bolsonaro

Toma lá dá cá: Deputado diz que Bolsonaro entregou cargos e vai cobrar fatura

Otoni de Paula não quis dizer quais deputados serão cobrados: “Muita gente ali do centrão. Pega todo o centrão”

30/01/2020 15h53
Por: Folha
Fonte: Revista Forum
817
Arquivo Web
Arquivo Web

O “dá cá” do governo, ou seja, a cobrança por apoio a deputados do centrão, deve começar pra valer já na semana que vem, na volta dos trabalhos do Legislativo.

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ), que é próximo ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ), disse ao GLOBO que “precisa ser cobrada a fatura” dos parlamentares que receberam cargos para apoiar as votações, mas acabaram não apoiando o governo nos momentos necessários.

A “cobrança” tem sido tocada por ele e pelo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, ao longo deste mês e vai se intensificar no retorno do Congresso.

Diversos parlamentares que integram o chamado “centrão” conseguiram cargos para correligionários em ministérios ou na estrutura federal nos estados para apoiar o governo, mas nem sempre votaram alinhados com Bolsonaro.

“Esses cargos foram distribuídos pelos ministros, ou seja, pelos ministérios visando contemplar alguns deputados, certo? E para alguns correligionários, para que não se pense que alguns desses cargos foram para amigos fora do parlamento”, explicou Otoni.

O deputado, porém, não quis dizer quais deputados serão cobrados: “Muita gente ali do centrão. Pega todo o centrão”.

Para deixar bem claro, o deputado ainda completou: “O plano (para a recomposição da base) é a gente cobrar o que foi entregue a alguns deputados e depois eles não se consideraram da base. Precisa ser cobrada a fatura. Não pode receber o bônus e não ficar com o ônus. Eu que vou auxiliar ele (ministro) a cobrar a fatura”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio