Quarta, 15 de Julho de 2020
51993949307
Geral Jair Bolsonaro

JN mostra pronunciamento em que Bolsonaro pede reabertura de comércio, escolas e fim do confinamento; assista

Presidente fez o terceiro discurso em rede nacional sobre o novo coronavírus em menos de 20 dias

24/03/2020 22h12 Atualizada há 4 meses
Por: Redação Fonte: O Globo
JN mostra pronunciamento em que Bolsonaro pede reabertura de comércio, escolas e fim do confinamento; assista

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro pediu, em pronunciamento em rede nacional de televisão e rádio exibido na noite desta terça-feira, a reabertura do comércio e das escolas e o fim do "confinamento em massa". As medidas têm sido utilizadas no combate ao novo coronavírus , que já deixou 46 mortos no país . Este foi o terceiro pronunciamento sobre o tema realizado em um período de menos de 20 dias.

— Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa. O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas? — questionou Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

O presidente afirmou que o coronavírus "brevemente passará" e afirmou que a vida "tem que continuar":

 

Continua depois da publicidade

— O vírus chegou. Está sendo enfrentado por nós e brevemente passará. Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade.

De acordo com Bolsonaro, são "raros" os casos de vítimas fatais entre pessoas com menos de 40 anos "sãs":

— Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade. Noventa por cento de nós não teremos qualquer manifestação caso se contamine. Devemos sim é ter extrema preocupação em não transmitir o vírus para os outros, em especial aos nossos queridos pais e avós.

Continua depois da publicidade

Assista:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias