Governo

Marina Silva diz que Bolsonaro tem que 'parar de infectar o país'

Ex-senadora se posicionou sobre o discurso do presidente nas redes sociais

25/03/2020 21h40
Por: Folha
Fonte: Revista Forum
Arquivo Web
Arquivo Web

A ex-senadora Marina Silva (Rede) se pronunciou em vídeo sociais, nesta quarta-feira (25), sobre o discurso do presidente Jair Bolsonaro a respeito da pandemia de Covid-19. “Bolsonaro precisa ser colocado no seu devido lugar, em isolamento político, pra parar de infectar o Brasil”, disse.

Marina comentou que há cerca de 3 bilhões de pessoas no mundo em situação de confinamento, seguindo a recomendação das autoridades em prol da saúde pública, e que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vinha conduzindo ações no país em prol da proteção da população.

Diante dessa situação, Bolsonaro, segundo Marina, teria desrespeitado “todos aqueles que já perderam familiares e entes queridos” devido à pandemia, “e principalmente os médicos, médicas, enfermeiros e enfermeiras que estão arriscando as suas vidas para cuidar da nossa saúde”.

“O presidente não é super-herói. Ele é Presidente da República, e deve aprender a se comportar como tal”, afirmou Marina. “Nesse momento, várias lideranças políticas e sociais estão discutindo a criação de um programa de renda básica para socorrer aqueles que estão perdendo seus empregos, suas ocupações. Serão cerca de 100 milhões de brasileiros em situação de completa vulnerabilidade”, completou a ex-senadora.

“O ministro da Saúde terá que fazer uma escolha: continuar honrando seu diploma de médico ou ceder às chantagens do presidente Jair Bolsonaro, com suas ideias irresponsáveis, autoritárias e suicidas para com a saúde de todos os brasileiros”, conclui Marina.

Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV, Bolsonaro defendeu que as pessoas voltem às ruas, que os comércios sejam reabertos e voltou a chamar o coronavírus de “gripezinha”, indo contra todas as recomendações de especialistas do Brasil e do mundo sobre o tema.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas