Segunda, 25 de Maio de 2020
51993949307
Geral Coronavírus

EUA vão reter exportações de máscaras, luvas e respiradores

Depois de desviar equipamentos no exterior, Trump autoriza agências federais a tomar qualquer medida necessária para impedir saída de materiais

09/04/2020 10h35
Por: Folha Fonte: Revista Forum
Arquivo Web
Arquivo Web

Os Estados Unidos vão reter exportações de respiradores, máscaras e luvas cirúrgicas até decidir se os equipamentos devem ou não permanecer no país para o combate ao coronavírus.

A medida foi comunicada nesta quarta-feira (8) pela Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (Fema), pela Alfândega e pela Proteção de Fronteiras (CBP), em anúncio conjunto. A retenção entrará em vigor na sexta-feira (10) e deve durar até 10 de agosto.

Na última sexta-feira (3), o presidente Donald Trump emitiu um memorando instruindo as agências federais a usar qualquer autoridade necessária para manter no país os equipamentos necessários durante a pandemia

A companhia 3M, principal produtora de máscaras no mundo e com sede nos EUA, disse na segunda-feira (6) ter chegado a um acordo com Trump para continuar vendendo máscaras para o Canadá e a América Latina. Ainda não se sabe se a política de retenção afetará o acordo.

Nos últimos dias, a Fema foi acusada de confiscar remessas de máscaras e outros suprimentos vindas do exterior. Na ultima semana, a Alemanha acusou os EUA de praticarem “pirataria moderna”, ao interceptar e confiscar equipamentos que teriam destino ao país, na Tailândia.

Líderes regionais na França relataram dificuldade de negociar equipamentos médicos e de proteção porque o governo estadunidense paga valores acima do mercado. Na mesma semana, os EUA também acabaram tomando encomendas do Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias