Terça, 14 de Julho de 2020
51993949307
Geral Depoimento

Celso de Mello nega acesso de Flávio Bolsonaro a depoimento de Marinho

A lei ''desautoriza por completo'' o pedido do senador

26/05/2020 16h00
Por: Folha Fonte: Conversa Afiada
Arquivo Web
Arquivo Web

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decretou "regime de sigilo geral" sobre o depoimento do empresário Paulo Marinho no inquérito que apura tentativa de interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. O empresário será ouvido nesta terça-feira 26/V.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o senador Flávio Bolsonaro havia pedido para acompanhar pessoalmente o depoimento, além de ter acesso depois à transcrição. Esse pleito também foi negado pelo decano do STF.

Continua depois da publicidade

Segundo o magistrado, o inquérito policial, "em face de sua unilateralidade e consequente caráter inquisitivo, não permite que, nele, se instaure o regime de contraditório". Por isso, segue ele, a lei "desautoriza, por completo", o pedido feito pelo senador.

Marinho afirmou, em entrevista à Folha, que Flávio recebeu, em 2018, uma informação privilegiada da Polícia Federal sobre investigações que atingiriam o então assessor dele, Fabrício Queiroz. Ele diz ter ouvido de Flávio que a informação, repassada entre o primeiro e o segundo turno das eleições, fez com que a família Bolsonaro demitisse os dois assessores, o que ocorreu no dia 15 de outubro daquele ano.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias