Terça, 14 de Julho de 2020
51993949307
Geral William Wack

CNN Brasil coloca William Waack para comentar caso de racismo nos EUA

Internautas enxergaram atitude da emissora como uma afronta ao movimento negro, já que o jornalista foi afastado da TV Globo após episódio de racismo

30/05/2020 14h42
Por: Redação
CNN Brasil coloca William Waack para comentar caso de racismo nos EUA

Na noite desta sexta-feira, 29, a CNN Brasil escalou o jornalista William Waack para comentar o caso dos protestos que estão acontecendo nos EUA em razão do assassinato de George Floyd, um homem negro de 46 anos que foi asfixiado por um policial até a morte. O crime de racismo despertou uma série de manifestações em várias cidades norte-americanas em razão da recorrente violência policial contra a população negra.

A escolha da CNN Brasil em colocar William Waack para comentar a situação foi alvo de muitas críticas por parte dos internautas. O nome do jornalista, inclusive, chegou a figura nos trending topics do Twitter na manhã deste sábado, 30, como um dos assuntos mais comentados do país.

Continua depois da publicidade

Isso acontece porque William Waack já foi acusado de racismo em novembro de 2017, quando comandava o “Jornal da Globo”. Na época, o jornalista teve um vídeo vazado por um funcionário da TV Globo. Nas imagens, ele preparava-se para gravar, quando alguém passa buzinando atrás. Revoltado, o âncora diz: “tá buzinando por quê, ô seu merda? Eu não vou nem falar porque eu sei quem é, né? É preto, é preto. É coisa de preto”, disse. Após a repercussão do caso, William Waack foi afastado da Globo.

Nas redes sociais, internautas também criticaram a escolha das palavras para a manchete que ilustrava a matéria apresentada na CNN Brasil, e resumia-se a dizer “protesto violento nos EUA após morte de negro”, dando mais peso às manifestações que têm acontecido desde a última terça-feira, do que propriamente ao assassinato de George Floyd.

Continua depois da publicidade

Abaixo você vê algumas das reações dos internautas à escolha de William Waack para comentar os protestos nos EUA:

Por favor, clique aqui e se inscreva no nosso canal no YouTube. Precisamos fortalecer nossa luta contra o governo fascista de Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias