Segunda, 06 de Julho de 2020
51993949307
Geral Governadores

Governadores do Ceará e de Pernambuco recusaram convite para inaugurar obra com Bolsonaro

Os governadores do Ceará, Camilo Santana (PT), e de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), recusaram um convite do presidente Jair Bolsonaro para participar da inauguração de um trecho cearense da obra de transposição do Rio São Francisco, nesta sexta-feira, 26

26/06/2020 13h03
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

Os governadores do Ceará, Camilo Santana (PT), e de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), recusaram um convite do presidente Jair Bolsonaro para participar da inauguração de um trecho cearense da obra de transposição do Rio São Francisco, nesta sexta-feira, 26.

Bolsonaro chamou os dois para sua primeira visita ao Ceará e afirmou, em transmissão nas redes sociais, que o governo federal “não tem oposição”. O presidente embarcou pela manhã para agendas em Juazeiro do Norte e Penaforte, onde acompanhará o acionamento das comportas da estrutura.(…)

Continua depois da publicidade

Pelas redes sociais, o governador do Ceará agradeceu a contribuição de todos os presidentes da República desde Luiz Inácio Lula da Silva, citando Jair Bolsonaro, e afirmou que só vai ao local após a pandemia de covid-19. O Ceará ultrapassou 100 mil casos da doença e registrou 5.895 mortes pela doença até quinta-feira, 25, de acordo com a Secretaria estadual de Saúde. “Só após superarmos este grave momento de pandemia, que já atingiu mais de cem mil irmãos e irmãs cearenses, deverei voltar ao local da transposição, para ver de perto as águas do São Francisco “, postou Camilo.

Em nota, o governo de Pernambuco disse que recebeu no fim da tarde de ontem o comunicado do Ministério do Desenvolvimento Regional sobre a visita. “Diante de todos os compromissos do governo do Estado no enfrentamento à covid-19 não houve tempo hábil para mandar representante à cerimônia no Estado vizinho do Ceará“, diz o texto.

Continua depois da publicidade

(…)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias