Segunda, 06 de Julho de 2020
51993949307
Geral Impeachment

Em troca de cargos, Centrão deu a Bolsonaro 129 votos para evitar impeachment

A aproximação entre o governo e o Centrão proporciona ao presidente Jair Bolsonaro, neste momento, uma base com 206 aliados na Câmara, 40% do total de deputados

29/06/2020 16h48
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

A aproximação entre o governo e o Centrão proporciona ao presidente Jair Bolsonaro, neste momento, uma base com 206 aliados na Câmara, 40% do total de deputados. Juntos, os parlamentares são suficientes para barrar um eventual processo de impeachment ou uma denúncia contra o presidente. Não teriam capacidade, no entanto, para aprovar reformas apoio de outros partidos ou de correligionários que resistem em apoiar o Executivo.

O líder do PP, deputado Arthur Lira (AL), foi o responsável por construir a maior parte dessa base de apoio. Lira arregimentou 129 parlamentares de dez partidos, de acordo com levantamento feito pelo Valor. O deputado é cotado para substituir Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara a partir de 2021.

Continua depois da publicidade

A base de Bolsonaro, com 206 deputados, é composta por 129 integrantes de partidos do Centrão, 43 parlamentares de sete partidos alinhados com Rodrigo Maia e 34 filiados ao PSL, que permaneceram ao lado do presidente mesmo após o racha da sigla, por meio da qual Bolsonaro se elegeu em 2018.

O levantamento foi feito pelo Valor com os deputados ou seus auxiliares diretos, sob a condição de anonimato.

Continua depois da publicidade

(…)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias