Quarta, 30 de Setembro de 2020
51993949307
Geral Saúde

''Não é um número que fará diferença'', diz ministro interino da Saúde sobre 100 mil mortes

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, voltou a defender o início imediato do tratamento da covid-19, mesmo com a ausência de um medicamento com eficácia comprovada cientificamente contra a doença

10/08/2020 12h46
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, voltou a defender o início imediato do tratamento da covid-19, mesmo com a ausência de um medicamento com eficácia comprovada cientificamente contra a doença. Durante cerimônia de inauguração de uma Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, Pazuello também fez uma menção aos 100 mil mortos pela doença registrados no último sábado (8). De acordo com ele, a marca não impacta diretamente na política de combate ao coronavírus.

“Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde. Nós precisamos compreender como parar o sangramento com diagnóstico precoce, tratamento imediato e suporte respiratório antes a UTI”, afirmou. Pouco antes, o ministro interino defendeu a prescrição de medicamentos contra a covid-19.

Continua depois da publicidade

“Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde. Nós precisamos compreender como parar o sangramento com diagnóstico precoce, tratamento imediato e suporte respiratório antes a UTI”, afirmou. Pouco antes, o ministro interino defendeu a prescrição de medicamentos contra a covid-19.

Continua depois da publicidade

(…)

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias