Terça, 29 de Setembro de 2020
51993949307
Política Política

Bolsonaro decide recorrer para não depor presencialmente no STF, diz TV

CNN informa que presidente vai apelar ao plenário do Supremo contra decisão de Celso de Mello que veta depoimento por escrito no inquérito que apura se ele interferiu na PF

11/09/2020 21h14
Por: Redação
Jair Bolsonaro (Alan Santos/PR)
Jair Bolsonaro (Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro decidiu recorrer ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do ministro da corte Celso de Mello de proibir que ele dê depoimento por escrito no inquérito que apura suposta interferência do capitão reformado na Polícia Federal. A informação é do jornalista Igor Gadelha, da CNN.

Mello determinou nesta sexta-feira (11) que o titular do Planalto preste depoimento presencial na investigação. O alega que, por ser réu no caso, Bolsonaro não tem o privilégio de ser interrogado por escrito. O processo apura denúncias do ex-ministro da Justiça Sergio Moro sobre interferência do presidente na Polícia Federal.

Continua depois da publicidade

 Se a ordem de Mello não for cassada, o depoimento deve ocorrer nos próximos 30 dias – período em que foi prorrogado o inquérito, aberto em maio.

O repórter apurou com auxiliares muito próximos a Bolsonaro que a decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (11), no Palácio da Alvorada. O martelo foi batido em encontro que reuniu o presidente e o advogado-geral da União, José Levi Mello do Amaral Júnior. A AGU deverá usar um agravo regimental para tentar evitar o depoimento presencial do titular do Planalto.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias