Quarta, 28 de Outubro de 2020
51993949307
Geral Mandetta

Mandetta revela que Flávio Bolsonaro o pressionou para demitir equipe do ministério para colocar seus indicados

No livro que lança hoje, Um paciente chamado Brasil, Luiz Henrique Mandetta relata que partiu de Flávio Bolsonaro a sugestão para que trocasse quatro nomes de sua equipe no Ministério da Saúde.

25/09/2020 09h53
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo Web
Arquivo Web

No livro que lança hoje, Um paciente chamado Brasil, Luiz Henrique Mandetta relata que partiu de Flávio Bolsonaro a sugestão para que trocasse quatro nomes de sua equipe no Ministério da Saúde.

Segundo Mandetta, a pressão começou em janeiro, ou seja, antes da pandemia de coronavírus. O livro sai pela editora Objetiva.

O ex-ministro narra que, uma semana antes do Fórum Econômico de Davos, em janeiro, seu chefe de gabinete recebeu da Presidência um pedido para exonerar quatro nomes da pasta: os então secretário-executivo, João Gabbardo dos Reis, o secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzheim, o secretário de Atenção Especializada em Saúde, Francisco de Assis Figueiredo e  o diretor do Departamento de Informática do SUS, Jacson Barros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias