Quarta, 21 de Outubro de 2020
51993949307
Geral Governo Bolsonaro

Governo Bolsonaro mente ao afirmar que área queimada no país é a menor dos últimos 18 anos

A Secom comparou o período de janeiro a agosto deste ano com os 12 meses dos anos anteriores

28/09/2020 11h08
Por: Folha Fonte: Revista Forum
Arquivo web
Arquivo web

A Secom (Secretaria de Comunicação) do governo de Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) publicou neste sábado (26) afirmação falsa de que a área queimada no país é a menor dos últimos 18 anos.

“Mesmo com os focos de incêndio que acometem o Pantanal e outros biomas brasileiros, a área queimada em todo o território nacional é a menor dos últimos 18 anos. Dados do Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] revelam que 2007 foi o ano em que o Brasil mais sofreu com as queimadas”, publicou a Secom.

Continua depois da publicidade

A Secom (Secretaria de Comunicação) comparou dados de oito meses deste ano com dados fechados de 12 meses dos anos anteriores.

A postagem do órgão foi reproduzida por autoridades como os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e das Comunicações, Fábio Faria, e pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho de Jair Bolsonaro (sem partido).

Continua depois da publicidade

O coordenador do programa de queimadas do Inpe, Alberto Setzer, considera grave uma interpretação parcial dos dados.

“Essa é uma falha muito óbvia, muito clara, na interpretação dos nossos dados. Não é correto você comparar o período de 8 meses, que é o que consta no nosso site na internet com os dados de outros anos relativos a 12 meses, levando em consideração que setembro, e mesmo outubro, são meses de muita incidência de fogo na região. Ou seja, a maior parte das queimadas ocorre nessa fase, como nós estamos acompanhando, e eliminar esses dados dos cálculos, não sei, é muito estranho, pra não usar uma palavra mais ofensiva.

A Secom informa que, de janeiro a agosto de 2020, houve registro de 121.318 km² em todo o Brasil. No entanto, para 2019, o órgão usa como dado os 318.389 km² que queimaram durante todos os 12 meses do ano passado.

Continua depois da publicidade

Ainda que utilizasse o mesmo período de tempo para 2020, de janeiro a agosto, a área queimada seria maior em 2019, primeiro ano da gestão de Bolsonaro, 131.327 km².

Porém, fazendo a comparação entre os mesmos períodos de 2003 a 2020, o governo teria que informar que 2020 teve mais área queimada que os anos de 2008, 2009, 2011, 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias