Quarta, 28 de Outubro de 2020
51993949307
Geral Governo Bolsonaro

Governo Bolsonaro repassou a programa de Michelle R$ 7,5 milhões doados para testes de Covid

Empresa Marfrig fez doação ao Ministério da Saúde, mas verba foi parar em projeto de primeira-dama; Casa Civil não comenta

01/10/2020 08h56
Por: Folha Fonte: Folha de São Paulo
Arquivo web
Arquivo web

Segundo o jornal, no dia 23 de março, a Marfrig, um dos maiores frigoríficos do país, anunciou que doaria o valor milionário ao Ministério da Saúde para a compra de 100 mil testes rápidos. Naquele momento, o país passava pelo início da pandemia do novo coronavírus e encontrava dificuldade em testar a população, prática estimulada pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Em 20 de maio, a Casa Civil informou à Folha que o dinheiro seria usado com “fim específico de aquisição e aplicação de testes de Covid-19.

No início de julho, contudo, a gestão Bolsonaro realizou uma consulta sobre a possibilidade de utilizar a verba não mais para os testes, mas em outras ações de combate à pandemia. Os recursos acabaram então nos cofres do projeto Arrecadação Solidária, vinculado ao Pátria Voluntária.

O mesmo veículo denunciou que o programa liderado por Michelle Bolsonaro realizou repasses, sem edital de concorrência, a instituições missionárias evangélicas ligadas a Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos humanos.

De acordo com a folha, os R$7,5 milhões da Marfrig representam quase 70% da arrecadação do programa.

À época, o frigorífico anunciou a ajuda e citou o Ministério da Saúde. "Esperamos que nossa iniciativa seja seguida por outras companhias brasileiras", disse o presidente do conselho de administração da empresa, Marcos Molina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias