Sexta, 27 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Russomano

Russomanno: “A tal da Covid-19 dizimou todo mundo? Não dizimou ninguém”

Em live, o candidato de Bolsonaro em SP disse ainda que tem uma "amizade verdadeira" com o presidente e que não o trairia

22/10/2020 13h13
Por: Folha Fonte: Revista Forum
Foto: Marcos Corrêa/PR
Foto: Marcos Corrêa/PR

Candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno (Republicanos) minimizou a pandemia do coronavírus em live nesta quarta-feira (21). O deputado ignorou as 155 mil mortes registradas no país e disse que o vírus “não dizimou ninguém”.

O comentário foi feito em live no canal Vlog do Lisboa, do bolsonarista Fernando Lisboa. Durante a conversa, Russomanno reproduziu diversos outras falas alinhadas à agenda bolsonarista. Ao minimizar a Covid, por exemplo, ele também fez críticas ao governador João Doria (PSDB) e ao prefeito Bruno Covas (PSDB), que disputa a reeleição na capital paulista.

Continua depois da publicidade

“A tal da Covid-19 dizimou todo mundo? Não dizimou ninguém. A gente está vendo aí que o que foi plantado, esse alvoroço todo que fizeram. O Bruno-Doria fez um monte de covas aí, comprou milhares de caixões. E agora tem 28 mil caixões empilhados e guardados. Deixou todo mundo em pânico, todo mundo fechou suas portas, todo mundo parou de trabalhar e se enclausurou em casa, e aí a gente quebrou a cidade”, disse.

Em outro trecho, Russomanno disse que tem uma “amizade verdadeira” com o ex-capitão e que não o trairia. “Amizade verdadeira não tem traição. Amizade falsa tem traição. Podem ficar tranquilos, não tem acordo: amigo que é amigo morre junto, mas não trai”, afirmou o deputado. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias