Quinta, 26 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Malafaia

“O Papa está a serviço deste marxismo nojento”, diz Malafaia sobre “ativismo gay” de líder católico

Sustentáculo do bolsonarismo, Malafaia diz em vídeo que "fornicação" vai levar homossexuais ao inferno e que o papa Francisco "deveria ler mais a Bíblia"

23/10/2020 16h30
Por: Redação Fonte: Revista Fórum
Silas Malafaia em evento sobre família com Jair Bolsonaro, Eduardo Cunha, Pastor Everaldo e lideranças evangélicas (Arquivo)
Silas Malafaia em evento sobre família com Jair Bolsonaro, Eduardo Cunha, Pastor Everaldo e lideranças evangélicas (Arquivo)

Um dos sustentáculos do cristianismo bolsonarista, o pastor Silas Malafaia proferiu uma série de ataques ao Papa Francisco, líder da igreja Católica, que defendeu o direito de os homossexuais constituírem famílias a partir da união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Para Malafaia, a “falácia” do papa do casamento gay quer “destruir os fundamentos do cristianismo” a serviço do “marxismo cultural”.

Continua depois da publicidade

“Essa questão tem como base o marxismo cultural, que quer destruir o modelo judaico cristão, que permeia, que é a base, é o fundamento da cultura do mundo ocidental. O papa está a serviço deste marxismo nojento que quer destruir os valores de família, onde toda a civilização está sustentada: o homem, a mulher e sua prole”, afirma Malafaia em vídeo.

Entre interpretações de que “fornicação” vai levar os gays ao “inferno”, o pastor chama ainda a palavra do papa de aberração.

Continua depois da publicidade

“Eu tô desconfiado que o papa precisa ler mais a Bíblia. […] Lamento muito essa palavra do papa, que é uma verdadeira aberração”.

Assista ao vídeo:

Continua depois da publicidade

Por favor, clique aqui e se inscreva no nosso canal no YouTube. Precisamos fortalecer nossa luta contra o governo fascista de Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

Ajude nossa luta contra Bolsonaro, é só R$5 por mês. CLIQUE AQUI.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias