Quarta, 25 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Bolsonaro

Bolsonaro faz campanha para 58 candidatos em live

A “propaganda eleitoral gratuita” que o presidente Jair Bolsonaro tem promovido em transmissões ao vivo pela internet já serviu, até ontem, de palanque para 58 candidatos de 14 diferentes partidos

13/11/2020 09h39
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

A “propaganda eleitoral gratuita” que o presidente Jair Bolsonaro tem promovido em transmissões ao vivo pela internet já serviu, até ontem, de palanque para 58 candidatos de 14 diferentes partidos. Destes, o DEM, do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ), é o que abarca mais apoiados por Bolsonaro, com dez candidatos. Na sequência aparece o PRTB, do vice-presidente Hamilton Mourão, com nove, seguido de Republicanos e Patriota, com oito cada um.

Os candidatos indicados para disputar prefeituras nas principais capitais estão em situação difícil. Celso Russomanno, em São Paulo, e Marcelo Crivella, no Rio, ambos do Republicanos, disputam uma vaga no segundo turno em empate técnico com outros candidatos, enquanto os demais apontados pelo presidente, como Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte, e Coronel Menezes (Patriota), em Manaus, estão longe dos líderes. Capitão Wagner (PROS), em Fortaleza (CE), é, dentre os apoiados, o candidato mais próximo de garantir o seu lugar na fase final da disputa.

Continua depois da publicidade

Pesquisas do Datafolha no Rio e em São Paulo mostram uma queda de popularidade do presidente nas duas cidades. Na capital fluminense, a avaliação da gestão de Bolsonaro como ótima ou boa caiu seis pontos percentuais em uma semana, de 34% para 28%, enquanto a avaliação negativa (ruim ou péssimo) subiu para 42%. Na capital paulista, por sua vez, a rejeição chegou a 50%.

Na reta final da campanha, Bolsonaro passou a transmitir lives diárias para impulsionar seus candidatos, contrariando o discurso que vinha fazendo de não participar do primeiro turno das eleições. Sem partido desde novembro do ano passado, quando se desfiliou do PSL após uma briga pelo controle da legenda, o presidente explicou que não escolhia a quem dar apoio pelas siglas, mas fez questão de pedir que os seus seguidores não votassem em partidos de esquerda. (…)

Continua depois da publicidade

No Rio, o único apoio dado por Bolsonaro a um candidato a vereador foi a seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), que tenta o sexto mandato consecutivo na Câmara. O GLOBO apurou que o presidente se recusou a recomendar o voto a sua ex-mulher, Rogéria, mãe dos seus três filhos mais velhos, também candidata a vereadora.

(…)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias