Sexta, 27 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Pastor

Pastor não recebe dinheiro prometido, abandona Crivella e uma semana depois faz campanha para Paes

Em um movimento para ampliar o apoio no segundo turno, o candidato do DEM, Eduardo Paes, tem buscado atrair candidatos a vereadores derrotados de partidos que estão na coligação do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos)

18/11/2020 10h06
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

Em um movimento para ampliar o apoio no segundo turno, o candidato do DEM, Eduardo Paes, tem buscado atrair candidatos a vereadores derrotados de partidos que estão na coligação do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos). Em pelo menos um dos casos, a mudança de lado já ficou evidente: pastor da Assembleia de Deus, Marcão Borges ficou como suplente e, nas redes sociais, a foto ao lado de Crivella já foi substituída por uma montagem com Paes.

— Não obtive sucesso sem a ajuda financeira (do partido). O recurso prometido não chegou. Não tive como não caminhar com Crivella, porque meu partido coligou, e eu não quis arriscar ser enquadrado por infidelidade partidária. Fui obrigado. Isso acabou no primeiro turno. Moro no Rio e vejo a cidade abandonada. Precisamos de mudança — justificou Borges ao GLOBO.

Continua depois da publicidade

Há uma semana, as publicações do candidato derrotado estampavam um evento de conservadores em apoio a Crivella. Ontem, no início da tarde, ele divulgou um santinho virtual no qual o próprio rosto aparece ao lado de Paes, com um pedido de voto ao ex-prefeito. Há um mês, o voto indicado era em Crivella, no que seria uma “convocação do presidente Jair Bolsonaro”. A declaração de apoio a Paes foi precedida, segundo Borges, por um diálogo no WhatsApp com o ex-prefeito no WhatsApp. O pastor afirma que agiu por iniciativa própria.

(…)

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias