Quinta, 26 de Novembro de 2020
51993949307
Geral Carrefour

PM que espancou homem negro até a morte no Carrefour não tem treinamento policial

O policial militar temporário Giovane Gaspar da Silva, um dos seguranças que espancou até a morte um homem negro no hipermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), não tem treinamento policial e será afastado.

20/11/2020 13h36
Por: Folha Fonte: DCM
Arquivo web
Arquivo web

O policial militar temporário Giovane Gaspar da Silva, um dos seguranças que espancou até a morte um homem negro no hipermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), não tem treinamento policial e será afastado.

A informação foi dada pelo coronel Rodrigo Mohr Picon, comandante-geral da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, em entrevista à Rádio Gaúcha, na manhã desta sexta-feira (20/11).

Continua depois da publicidade

Giovane Gaspar da Silva é lotado no Departamento de Comando e Controle Integrado da Secretaria de Segurança Pública. Ele também trabalhava na empresa de segurança que atende a unidade do Carrefour no bairro Passo D’Areia, onde o crime ocorreu. De acordo com o coronel da Brigada, PMs temporários não têm autorização para trabalhar em outras empresas.

“O próprio crime já nos habilita a tomar as medidas necessárias de exclusão desse PM temporário. Ele pode ser demitido a qualquer momento por meio de um processo administrativo. O processo é bastante sumário, hoje nós já devemos fazer a modificação. Ele teria três dias úteis para fazer sua defesa, então, até a semana que vem, ele deve ser removido”, informou o coronel Picon. (…)

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias