Sábado, 10 de Abril de 2021
51993949307
Saúde Crise em POA

Temos de escolher quem vai pra UTI, diz diretor da Santa Casa de Porto Alegre

O cirurgião Antonio Nocchi Kalil, diretor da Santa Casa de Porto Alegre (RS), afirmou também que há “um aumento muito grande nos pacientes mais jovens em estado grave”

05/03/2021 22h00
Por: Redação Fonte: Brasil 247
Antonio Nocchi Kalil (Foto: Reprodução / BBC)
Antonio Nocchi Kalil (Foto: Reprodução / BBC)

Diante do caos sanitário que vive Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul que está com os leitos de UTI lotados, diante da pandemia da Covid-19, o cirurgião Antonio Nocchi Kalil, diretor da Santa Casa da cidade, defendeu a abertura de novos leitos, restrições à circulação de pessoas e melhorias na campanha de vacinação, em entrevista à BBC.

A ocupação de leitos em Porto Alegre ultrapassou 100%. O hospital Moinhos de Vento, o maior da rede privada cuja taxa de ocupação está acima dos 130%, precisou comprar um contêiner para colocar os pacientes mortos.

Continua depois da publicidade

“Chegamos ao nível de precisar escolher quem vai para a UTI ou não”, afirmou o diretor da Santa Casa.

Aumento de jovens em estado grave

Continua depois da publicidade

Kalil, que também é professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, afirmou que há “um aumento muito grande nos pacientes mais jovens em estado grave”. 

“Cerca de 30 a 40% dos que chegam até nós têm menos de 60 anos. Isso é uma característica totalmente diferente do que se observava no ano passado. Além disso, em termos de contágio, vemos famílias inteiras chegando ao hospital com covid-19 num estágio bem avançado”, afirmou.

Segundo ele, “essa mudança de perfil tem a ver claramente com a nova cepa, que é mais infecciosa. Estamos com um índice de contaminação bem alto na nossa região”.

Continua depois da publicidade

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias