Sábado, 10 de Abril de 2021
51993949307
Geral Jairinho

Preso pelo assassinato do menino Henry, Jairinho processou vereador por críticas a Bolsonaro

Nesta quinta-feira, Jairinho foi preso preventivamente acusado de assassinar seu enteado, Henry Borel, de 4 anos. A mãe do menino, Monique Medeiros, também foi detida.

08/04/2021 13h53 Atualizada há 2 dias
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

O ex-vereador Leonel Brizola Neto (PSOL), parente do ex-governador homônimo, denunciou nas redes que o vereador Doutor Jairinho (PSD) abriu um processo contra ele Conselho de Ética após Brizola levantar um cartaz escrito “Fora, milícia!”

Nesta quinta-feira, Jairinho foi preso preventivamente acusado de assassinar seu enteado, Henry Borel, de 4 anos. A mãe do menino, Monique Medeiros, também foi detida.

Continua depois da publicidade

No Twitter, Leonel Brizola Neto denuncia: “Vereador Jairinho, preso por assassinar e torturar o menino Henry de 4 anos, foi o primeiro a me colocar na comissão de ética por levantar um cartaz dizendo Fora Milícia!”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias