Sábado, 10 de Abril de 2021
51993949307
Geral Kassio Nunes

Kassio Nunes defende que ele seja relator no julgamento da liberação de cultos, como pediu Aras

O julgamento sobre a liberação de cultos e cerimônias religiosas na pandemia, com mais de 340 mil mortes, segue no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta (8).

08/04/2021 16h33
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

O julgamento sobre a liberação de cultos e cerimônias religiosas na pandemia, com mais de 340 mil mortes, segue no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta (8).

O PGR Augusto Aras pediu a palavra no início da sessão. Insiste que há conexão entre ADPF agora sob relatoria de Gilmar Mendes e uma anterior relatada por Nunes Marques.

Continua depois da publicidade

E que a PGR só teria sabido disso no sábado (3).

Na sessão de ontem, Aras havia pedido que Kassio Nunes Marques, e não Gilmar Mendes, fosse relator da ação. Por ser o ministro há menos tempo na Corte, Nunes Marques começa a votar.

Continua depois da publicidade

É o primeiro após o relator, Gilmar, que deu voto contra ações que questionam medidas que levem a fechamento de cultos presenciais. O ministro Kassio insiste no tema da liberdade religiosa que teoricamente sofre “censura” hoje, embora a pandemia do novo coronavírus mate e ele não negue isso em seu discurso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias