Segunda, 17 de Maio de 2021
51993949307
Geral Covid-19

Médico diz que não receitará mais remédios de farmacêutica cujo dono estava em jantar com Bolsonaro

Em jantar com empresários em São Paulo, nesta quarta-feira (07), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez duras críticas a Estados e prefeituras que defendem restrições mais duras para combater a covid-19.

09/04/2021 10h54
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

Em jantar com empresários em São Paulo, nesta quarta-feira (07), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez duras críticas a Estados e prefeituras que defendem restrições mais duras para combater a covid-19. O presidente também defendeu a manutenção de igrejas e cultos abertos.

Participaram do jantar os ministros Fábio Faria (Comunicações), Marcelo Queiroga (Saúde), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Paulo Guedes (Comunicações). O evento ocorreu na casa do empresário do ramo de segurança Washington Cinel, próximo ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Do lado do empresariado, participaram 25 empresários de vários setores, como banqueiros, empresários da área de saúde e empreiteiros.

Continua depois da publicidade

Dentre os presentes estava também o CEO da EMS farmacêutica, Carloz Sanchez, conhecido como “Bilionário dos Genéricos”.

Nas redes sociais, o Médico Luís Fernando Tófoli fez criticas ao dono da farmacêutica e disse que não receitará mais sesus remédios. “Sou médico. Durante a minha vida profissional, já prescrevi muito remédio da @EMSFarmaceutica. Não o farei mais. Seu CEO, Carlos Sanchez, ‘Bilionário dos Genéricos’, despreza o fato de que morre um brasileiro a cada vinte segundos, e vai ao jantar em apoio ao presidente genocida”, escreveu ele.

Continua depois da publicidade

Confira abaixo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias