Terça, 15 de Junho de 2021
51993949307
Geral Bolsonaro

Estudantes, sindicatos e até torcidas farão atos neste sábado contra Bolsonaro

Entidades estudantis e de trabalhadores e até torcidas organizadas convocaram para este sábado (29) protestos por todo o país contra o governo Bolsonaro.

28/05/2021 10h07 Atualizada há 3 semanas
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

Entidades estudantis e de trabalhadores e até torcidas organizadas convocaram para este sábado (29) protestos por todo o país contra o governo Bolsonaro. É o #29M.

Desta vez, o ato será presencial, com manifestações de rua praticamente em todas as unidades da federação (confira quadro de atividades confirmadas).

Continua depois da publicidade

As mais de 100 organizações reunidas nas frentes Brasil Popular e Povo sem Medo que convocam os atos estão, ao mesmo tempo, apontando medidas de precaução para evitar riscos.

Um “guia de cuidados” para quem for à manifestação circula nas redes sociais. Elaborado pelo Centro Acadêmico da Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar, no interior paulista), recomenda logo no início não ir caso a pessoa seja do grupo do risco ou tenha algum sintoma.

Continua depois da publicidade

Outra orientação é usar máscara o tempo todo (PFF2, de preferência), levando pelo menos uma de reserva e, se possível, mais uma para oferecer a alguém. Outras indicações são de guardar distância mínima de 1,5 metro dos outros manifestantes e lembrar a todos sobre isso. E não esquecer do álcool em gel 70º nos atos #29M.

Além disso, as orientações incluem o retorno para casa. Primeiro, tomar banho assim que chegar em casa, lavando os cabelos. Tomar cuidado ao manusear as roupas usadas, antes de lavá-las. Higienizar objetos, como carteira e celular, e “se monitorar” durante 14 dias, se possível mantendo-se isolado.

CPI, auxílio e “fora Bolsonaro”

Continua depois da publicidade

Com vários itens, a pauta do chamado #29M tem como palavra de ordem o “fora Bolsonaro”.

Os manifestantes vão defender ainda o auxilio emergencial de R$ 600 (tema de ato organizado por centrais sindicais e movimentos em Brasília na quarta-feira) e vacinação em massa. Também devem apoiar os trabalhos da CPI da Covid no Senado.

A agenda inclui protestos contra o desemprego, cortes de verbas na educação, privatizações – especialmente da Eletrobras – e a “reforma” administrativa.

Continua depois da publicidade

Entre os que se alinharam a favor do ato de sábado, está o ator e escritor Gregorio Duvivier, que nesta semana, inclusive, escreveu artigo a respeito, publicado no jornal Folha de S.Paulo. O título: “Não podemos ter medo de ir às ruas protestar nem deixar de ter cuidado”.

Quase no final, ele afirma: “Tudo o que mudou, no mundo, só mudou porque tinha muita gente no mesmo lugar, ao mesmo tempo. Esse país não é feito só de moto sem silenciador e miliciano com silenciador”.

Mas quem estiver realmente impossibilitado de ir aos atos presenciais, consegue participar do #29M também alimentando as redes sociais.

A ideia é fazer um cartaz de protesto e um autorretrato para postar no Instagram, Twitter ou Facebook comas hashtags #Foto29M, #FotografosPelaDemocracia e #ForaBolsonaro.

O coletivo Fotógrafos pela Democracia vai selecionar 20 fotos com essas hashtags para compartilhar nas redes durante todo o dia 29.

Tomar as ruas

A União Nacional dos Estudantes (UNE) aprovou convocação para a manifestação #29M, em um dia de protesto contra cortes de recursos no setor de educação.

A entidade, inclusive, publicou documento listando 10 motivos para participar. “Ocuparemos as ruas, com todas as medidas sanitárias necessárias, para denunciar os ataques do governo Bolsonaro à educação pública e sua política da morte”, afirmou a vice-presidenta da UNE, Élida Elena.

O ex-ministro e ex-prefeito Fernando Haddad (PT) também defendeu o #29M, afirmando em entrevista que “o povo vai retomar, nas ruas, as rédeas do país”.

Ele participou do programa Sua Excelência, o Fato, na TV 247. “Podem ter certeza que o Brasil está esperando sair às ruas com segurança. E não vai ser pequena a manifestação”, declarou. “Não estou falando apenas da próxima. Temos um ano e meio até a eleição. Este país vai tomar as ruas para virar esta página.”

Mais perigoso que o vírus

Nas redes sociais, parlamentares do Psol convocam para o #29M. “Quando o presidente é mais perigoso que o vírus, o povo precisa ir às ruas! No próximo dia 29 mostraremos nossa indignação, usando máscaras e respeitando as medidas de segurança”, afirmou, por exemplo, o deputado federal Ivan Valente (SP).

No Facebook, o Coletivo Democracia Corinthiana também aderiu ao #29M. “Enquanto a pandemia avança, a crise econômica e social também aflige o povo brasileiro.

Com mais da metade da população vivendo situação de insegurança alimentar, o governo insiste na cartilha neoliberal, oferecendo um auxílio emergencial insuficiente, cortando recursos da educação e habitação e avançando com a privatização dos Correios e da Eletrobras e com o desmonte do Estado através da Reforma Administrativa”, afirma.

Assim, o grupo convida para manifestação no Museu de Arte de São Paulo, na Avenida Paulista, a partir das 16h do sábado, com a mesma ressalva: “Seguindo as normas sanitárias de distanciamento social, uso de máscara, álcool em gel”.

Atos confirmados para o #29M:

Sudeste

São Paulo

Assis – em frente ao Homem de Lata (Av. Rui Barbosa) | 10h

Campinas – Largo do Rosário | 10h

Guaratinguetá – em frente à FEG/Unesp | 10h30

Ilha Bela – Praça da Mangueira (em frente ao colégio Acei) | 9h

Indaiatuba – Rua João Martini (esquina Av. Ário Barnabé) | 14h

Jacareí – Pátio dos Trilhos | 10h

Praia Grande – Quadradão do Quietude | 11h

Praia Grande – Estátua Yemanjá | 13h

Ribeirão Preto – Esplanada do Teatro Pedro II | 10h

Rio Preto – Praça José Marcondes | 16h

Santos – Unifesp | 15h

Santos – Estação Cidadania | 16h

São Bernardo do Campo – Paço Municipal | 10h

São José dos Campos – Praça Afonso Pena | 10h

São Paulo – Masp | 16h

Taubaté – Praça Dom Epaminondas | 10h

Ubatuba – Trevo do Caiçara – Centro | 16h

Minas Gerais

Alfenas – Praça Getúlio Vargas | 15h

Barbacena – Praça da Matriz | 10h

Belo Horizonte – Praça da Liberdade | 10h

Caratinga – Praça da Estação | 15h

Divinópolis – Praça da Catedral | 9h

Formiga – Praia Popular | 10h

Governador Valadares – Praça dos Pioneiros | 9h

Ipatinga – Praça Primeiro de Maio | 10h

Itabirito – Em frente à Prefeitura | 8h

Itaúna – Praça da Matriz – 10h

Juiz de Fora – Parque Halfeld | 10h30

Lafaiete – Praça Barão de Queluz | 9h

Leopoldina – Praça José Pires, viaduto do Bela Vista | 10h

Mariana – Praça da Sé | 9h

Montes Claros – Praça Dr. João Alves | 9h

Ouro Preto – Praça Tiradentes | 10h

Passos – Praça do Rosário | 15h

Poços de Caldas – Parque José Afonso Junqueira | 15h

Pouso Alegre – Praça da Catedral | 10h

São João Del Rei – Teatro Municipal | 10h

Teofilo Otoni – Praça Tiradentes | 9h

Uberaba – Praça Rui Barbosa | 11h

Uberlândia – Praça Ismene Mendes | 10h

Varginha – Praça do ET | 10h

Viçosa – 4 Pilastras | 9h30

Rio de Janeiro e Espírito Santo

ES – Vitória – Ufes | 15hCampos – Praça São Salvador | 10h

Macaé – Praça Veríssimo de Melo | 9h30

Miracema – Posto Confiança | 15h

Nova Friburgo – Centro de Turismo na Praça Getúlio Vargas | 16h

Petrópolis – Praça da Inconfidência | 11h

Rio das Ostras – Feira Livre da Ânconra | 9h | 16h30

Rio de Janeiro – Monumento Zumbi dos Palmares | 10h

Santo Antônio de Pádua – Centro | 10h

Teresópolis – Escola Sakura Ermitage | 9h30

Volta Redonda – Praça Juarez Antunes | 16h30

Nordeste

AL – Maceió – Praça Centenário (carro, moto ou a pé) | 9h

AL – Maceió – Praça dos Martírios | 9h

AL – Maceió – Monumento à Republica (carreata) | 15h

BA – Feira de Santana – em frente à prefeitura | 9h

BA – Ilheus – Praça Caiuru | 10h

BA – Salvador – Largo do Campo Grande | 10h

CE – Fortaleza – Carreata Arena Castelão | 15h

CE – Fortaleza – Praça da Gentilândia | 15h30

CE – Juazeiro do Norte – Praça da Prefeitura | 8h

MA – Imperatriz – Praça de Fátima | 9h

MA – São Luís – Praça Deodoro até a Praça Maria Aragão | 9h

PB – João Pessoa – Carreata Praça da Independência (até Parque da Lagoa) | 9h

PB – Patos – Correios | 8h

PB – Campina Grande – Praça da Bandeira | 9h

PE – Recife – Praça do Derby | 9 h

PE – Caruaru – Centro | 9h

PE – Garanhuns – Centro | 9h

PI – Teresina – Praça Rio Branco | 8h

RN – Mossoró – Praça Cícero Dias | 16h

RN – Natal – Em frente ao Midway Mall | 15h

SE – Aracaju – Praça de Eventos entre os Mercados | 8h

Sul

PR – Cascavel – Calçadão Av. Brasil | 10h

PR – Curitiba – Praça Santos Andrade | 16h

PR – Ponta Grossa – Praça Barão de Guaraúna | 16h

PR – Maringá – Praça Raposo Tavares | 10h

SC – Balneário Camboriú – Praça Tamandaré | 10h

SC – Blumenau – Praça Carlos Gomes | 10h

SC – Brusque – Esquina Getúlio Vargas com Primeiro de Maio | 9h

SC – Itajaí – Calçadão da Hercílio | 9h

SC – Jaraguá do Sul – Praça Ângelo Piazera | 9h

SC – Florianópolis – Largo da Alfândega | 10h

SC – Joinville – Praça da Bandeira | 10h

RS – Caxias do Sul – Praça Dante Alighieri | 15h

RS – Passo Fundo – Praça da Mãe | 8h

RS – Porto Alegre – Prefeitura | 15h

 

Norte

 

AM – Manaus – Praça da Saudade | 16h

AP – Macapá – Praça da Bandeira | 16h

PA – Abaetetuba – Praça do Barco | 15h

PA – Altamira – concentração na Equatorial Energia | 8h

PA – Belém – Praça da República | 8h

PA – Castanhal – Praça Estrela | 16h

PA – Santarém – Praça de Eventos | 17h30

TO – Araguaina – Praça das Bandeiras | 16h

TO – Palmas –  Av. Juscelino Kubitscheck – em frente ao Palácio Araguaia | 9h

RO – Guajará-Mirim – Parque Circuito | 9h30

RO – Porto Velho – em frente à praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré | 8h

 

Centro-Oeste

 

DF – Brasília – Carreata Palácio do Buriti (até a Esplanada) | 8h30

DF – Brasília – Museu Nacional | 9h

GO – Goiânia – Praça Cívica | 9h

MS – Aquidauana – Praça dos Estudantes | 9h

MS – Campo Grande – em frente a UFMS | 8h

MS – Corumbá – Centro – 9h

MS – Dourados – 9h

MS – Três Lagoas – Praça Ramez | 9h

MT – Cuiabá – Carreata saindo da UFMT | 9h

MT – Rondonópolis – Panfletaço Praça do Centro | 9h

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias