Terça, 15 de Junho de 2021
51993949307
Geral Prisão Ministro

URGENTE - Alexandre de Moraes dá 5 dias para PGR deliberar sobre o pedido de PRISÃO e AFASTAMENTO do cargo do ministro Salles

Ministro do Meio Ambiente é investigado por "grave esquema de facilitação ao contrabando" de madeira

04/06/2021 16h50
Por: Redação Fonte: Guaíba
Em maio do ano passado, Ricardo Salles pediu que governo seja “infralegal” e “passe a boiada” no meio ambiente. - Evaristo Sá/AFP
Em maio do ano passado, Ricardo Salles pediu que governo seja “infralegal” e “passe a boiada” no meio ambiente. - Evaristo Sá/AFP

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, encaminhou à Procuradoria-Geral da República o pedido do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para ser ouvido na investigação sobre o “grave esquema de facilitação ao contrabando” de madeira pelo qual se tornou alvo de buscas da Polícia Federal (PF).

Em despacho, Alexandre disse que “não há óbice” para que o Ministério Público Federal ouça Salles, mas ponderou que a Polícia Federal vai colher o depoimento do ministro “no decorrer da investigação e a seu critério, na medida em que for necessária à elucidação dos fatos investigados”. As informações foram divulgadas pela Agência Estado.

Continua depois da publicidade

No pedido encaminhado ao STF, os advogados Roberto Podval e Daniel Romeiro, que defendem Salles no caso, alegaram que o depoimento vai contribuir para que “os fatos sob investigação possam ser cabalmente esclarecidos o mais rápido possível” e pediram que o interrogatório seja conduzido pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e por um representante da Polícia Federal.

Ao analisar o pedido, Alexandre sinalizou que a PF vai ouvir o ministro, à critério dos investigadores, mas frisou que se a PGR “entender pertinente” pode ouvir o ministro “em atendimento à sua função institucional constitucionalmente definida”.

Continua depois da publicidade

Nessa quarta-feira, a também ministra do STF Cármen Lúcia atendeu um pedido da PGR e autorizou a abertura de inquérito para investigar Salles. O MPF vai apurar se o ministro praticou atos de advocacia administrativa, dificultou fiscalizações ambientais e embaraçou a investigação de infrações penais envolvendo uma organização criminosa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias