Terça, 18 de Janeiro de 2022
51993949307
Política Randolfe Rodrigues

Randolfe vai representar notícia-crime de prevaricação de Bolsonaro à PGR

Representação se baseará no depoimento dos irmãos Miranda à CPI da Covid-19 no Senado

26/06/2021 20h10
Por: Redação Fonte: Revista Veja
Randolfe vai representar notícia-crime de prevaricação de Bolsonaro à PGR

O vice-presidente da CPI da Covid-19 no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), informou neste sábado que deve representar uma notícia-crime contra Jair Bolsonaro (Sem partido) na Procuradoria Geral da República.

O senador vai relatar o crime de prevaricação, alegando que o presidente ficou sabendo das irregularidades em torno da aquisição da vacina indiana Covaxin, mas não tomou providências, como avisar a avisar a Polícia Federal, ou o Ministério Público. “Este crime até aqui é o mínimo a ser apurado, mas tenho certeza de que a CPI vai investigar muito mais do que isso”, disse. 

Continua depois da publicidade

A notícia-crime se baseia nos depoimentos do deputado Luis Miranda (DEM-DF) e de seu irmão Luis Ricardo Miranda, um servidor do Ministério da Saúde, responsável pela importação de vacinas.  Os dois compareceram na última sexta-feira, 26, à CPI da Covid-19 no Senado Federal e contaram ter se reunido com o Jair Bolsonaro, no dia 20 de março, para denunciar a pressão que Luis Ricardo vinha sofrendo para liberar a compra da Covaxin do laboratório Bahrat Biontech. 

Na ocasião, segundo relatado, o presidente afirmou que iria tomar providências para que o caso fosse investigado. No entanto, somente na sexta a Polícia Federal divulgou ter aberto inquérito. Quando o caso veio à tona, no dia 24 de junho, o ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria Geral da Presidência, afirmou que a Polícia Federal, a Controladoria Geral da União e a Procuradoria Geral da República iriam investigar o deputado e seu irmão, alegando que as acusações contra Bolsonaro eram falsas.

Continua depois da publicidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias