Terça, 27 de Julho de 2021
51993949307
Geral Queiroz

Áudios mostram preocupação da família Queiroz com investigação das rachadinhas

Diversos áudios trocados entre a família Queiroz nesse período estão disponíveis no 3º episódio do podcast UOL Investiga – A Vida Secreta de Jair

08/07/2021 09h24
Por: Folha
Arquivo Web
Arquivo Web

O avanço das investigações do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) sobre entrega ilegal de salários no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), quando este era deputado estadual, gerou muita apreensão em toda a família do policial Fabrício Queiroz, apontado como operador do esquema. O ápice disso ocorreu pouco antes de um julgamento no STF (Supremo Tribunal Federal), a partir de outubro de 2019.

Diversos áudios trocados entre a família Queiroz nesse período estão disponíveis no 3º episódio do podcast UOL Investiga – A Vida Secreta de Jair . Você pode ouvir o podcast no UOL, Youtube e em todas as plataformas de podcasts, como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music. (…)

Continua depois da publicidade

A mulher de Queiroz disse ainda que estava rezando há mais de um ano, especificamente, desde o início de outubro de 2018. O período coincide com os relatos de que a família Bolsonaro foi avisada sobre a existência de um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) que mostrava a movimentação milionária dele e citava a filha, Nathália Queiroz.

“Mas enfim, pedir a Deus. Tô acendendo minhas velas, fui pagar a minha promessa, ano passado eu fiz, eu acendi vela do começo de outubro até dezembro e agora tô acendendo também. Acaba uma acende outra de 7 dias até dia 21 de novembro, pedir a Deus aí. Esse negócio qualquer coisa é motivo para falar, né? Vamos ver”, confessou Márcia. (…)

Continua depois da publicidade

Parte das mensagens foi revelada na “Operação Anjo”, em junho do ano passado, após os promotores pedirem a prisão de Queiroz e Márcia. As mensagens estavam nos celulares apreendidos com a família de Queiroz, após determinação judicial, em dezembro de 2019. O trecho que cita o presidente não tinha sido descrito pelos promotores nos autos. (…)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias